Presidente do Eurogrupo espera que líderes consigam tomar decisões para defesa do euro

O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, disse hoje esperar que os líderes europeus consigam na cimeira da próxima semana começar a tomar decisões importantes, já preparadas, para “defender mais ainda o euro”.

Em declarações à imprensa hoje de manhã, no Luxemburgo, depois de uma longa reunião do Eurogrupo iniciada na quinta-feira à tarde e concluída já de madrugada, Centeno considerou que a mesma foi “marcante”, não só pelo acordo alcançado sobre a conclusão do resgate à Grécia, mas também pela preparação da cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE que se celebra em Bruxelas em 28 e 29 de junho, que contempla uma cimeira do euro dedicada ao aprofundamento da União Económica e Monetária.

“Esperamos que se consiga tomar decisões – elas estão preparadas, decisões importantes para robustecer o setor bancário e defender mais ainda o euro. Nós vamos criar novas linhas de defesa do euro através do reforço do papel do Mecanismo Europeu de Estabilidade, através de uma discussão que se irá iniciar sobre a dimensão orçamental na área do euro.
Foi uma reunião verdadeiramente histórica nesse duplo sentido”, disse.

Questionado sobre a aparente falta de avanços significativos nas discussões entre os 19 Estados-membros da moeda única sobre as medidas concretas para a reforma da área do euro, incluindo a questão de uma capacidade orçamental própria, Centeno disse que “a Europa é feita de debates, que acontecem em democracia”, sendo natural que, “perante 27 democracias maduras, que transportam as suas opiniões para um debate construtivo”, o processo de tomada de decisões leve o seu tempo, mas disse acreditar que a cimeira da próxima semana apresente já resultados concretos.

“Houve avanços na discussão, porque sempre que debatemos estas questões conseguimos fechar pontos, e é o que se espera também no futuro. Vamos com certeza assistir nos próximos meses, e já a partir da semana que vem, a tomada de decisões nessas matérias”, declarou. (Ag.Lusa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.