Mais de cinquenta concelhos do continente em risco máximo de incêndio

Mais de meia centena de concelhos do Norte e Centro e Alentejo estão esta segunda-feira em risco de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, em risco de incêndio estão mais de meia centena de concelhos dos distritos de Bragança, Braga, Vila Real, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco e Portalegre.

O IPMA colocou ainda vários concelhos dos 18 distritos de Portugal continental em risco muito elevado e elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o “reduzido” e o “máximo”.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

No domingo, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) decidiu, devido à continuação do tempo quente e seco até final da semana, elevar o estado de alerta especial laranja para os distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Bragança, Braga, Porto, Guarda e Viseu.

O resto do país encontra-se no estado de alerta especial amarelo.

Segundo a ANPC, o período crítico foi prolongado até 15 de outubro e, até lá, devem ser asseguradas medidas preventivas, não sendo permitida a realização de queimadas, fogueiras para recreio ou lazer ou para confeção de alimentos, ou queimar matos.

Estão ainda proibidos o lançamento de qualquer tipo de foguetes, fumar ou fazer lume nos espaços florestais e vias que os circundem.

Na terça-feira, o Governo informou que decidiu prolongar até 15 de outubro o período crítico de incêndios no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios devido às circunstâncias meteorológicas expectáveis para a primeira quinzena de outubro.

Na quarta-feira, o Ministério da Administração Interna anunciou que o dispositivo de combate aos incêndios rurais seria prolongado na sua capacidade máxima até 15 de outubro. (Ag.Lusa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.