Classical Baroque Music

Música Barroca (Baroque), o barroco cobre um grande período na história da música. Estende-se desde o início do século XVII até a metade do século XVIII, mais ou menos uniformemente de acordo com o país.

De maneira necessariamente esquemática, a estética e a inspiração barrocas seguem as do Renascimento, o apogeu do contraponto e da polymélodie, e precedem as do Classicismo, o nascimento de elementos discursivos e racionais, como a frase musical pontuada como em arquitetura.

  • Radio Online

    • Radios Online
radio ambient music
Listen Ambient music
radio loung chillout
Listen Lounge music
radio baroque classical
Listen Baroque music
Jazz music
Jazz music

Advertisement – Anuncios

Criação de Sites


As características da Música Barroca (Baroque)

O estilo Barroco (Baroque) é caracterizado, em particular, pela importância do contraponto, depois por uma harmonia que é enriquecida progressivamente, por uma expressividade crescente, pela importância atribuída aos ornamentos, pela divisão frequente da orquestra com o baixo contínuo, que é chamado ripieno, por um grupo de solistas que é o concertino e pela técnica do baixo contínuo criptografado como acompanhamento de sonatas.
É um estilo sábio e sofisticado.

Algumas obras marcantes Música Barroca :

1607-1642 : Claudio Monteverdi : L’Orfeo, L’incoronazione di Poppea, 8 livros madrigals
1619 : Heinrich Schütz : Psalmen Davids
1635 : Girolamo Frescobaldi : Fiori musicali
1678 : Heinrich Biber : Sonates du Rosaire
1676-1686 : Jean-Baptiste Lully : Armide, Atys, Te Deum

1680 : Dietrich Buxtehude : Membra Jesu nostri
1689-1691 : Henry Purcell : Dido and Æneas, King Arthur
1670 – 1704 : Marc-Antoine Charpentier : 4 Te Deum, 12 messes, 8 Magnificat, 34 Oratorios, Leçons de Ténèbres (mais de 50 partes), Médée, David et Jonathas
1710 : Henry Desmarest : Missa com 2 coros e 2 orquestras
1713 : Arcangelo Corelli : 12 Concertos Grossos Opus 6, dos quais o n° 8 « Feito para a noite de Natal »

1714 : François Couperin : Concerts royaux, l’œuvre para clavicórdio
1722 : Tomaso Albinoni : 12 Concertos, opus 9 para violino ou hautbois ou 2 hautbois
1723 : Marin Marais : l’œuvre pour viole, Alcyone, Sonnerie de Sainte-Geneviève du Mont de Paris
1712-1727 : Antonio Vivaldi : As Quatro Estações, Orlando furioso, Stabat Mater
1733 : Domenico Scarlatti : obra para clavicórdio

1736 : Giovanni Battista Pergolesi : Stabat Mater
1706-1750 : Sylvius Leopold Weiss : 600 600 obras para luth
1707-1749 : Georg Friedrich Haendel : Messie, Royal fireworks music, Dixit Dominus, Alcina, Giulio Cesare in Egitto
1722-1750 : Jean-Sébastien Bach : Le Clavier bien tempéré, Variations Goldberg, Passion selon saint Matthieu, Messe en si mineur, 6 Concertos brandebourgeois, 4 Suites pour orchestre, L’Offrande musicale, L’Art de la fugue
1733-1763 : Jean-Philippe Rameau : Hippolyte et Aricie, Les Indes galantes, Castor et Pollux, Platée, Les Boréades.
1734-1753 : Joseph Cassanéa de Mondonville, 17 grandes motets, 8 estão perdido.



Radios Online

  • Filme de David Pinheiro Vicente selecionado para competição de “curtas” de Cannes

    O filme “O Cordeiro de Deus”, do realizador português David Pinheiro Vicente, foi selecionado para a competição de curtas-metragens do Festival de Cinema de Cannes, anunciou a organização. Segundo o festival, foram selecionadas 11 curtas-metragens, entre os cerca de 3.800 filmes submetidos à competição […]

  • NASA confirma filme no espaço com ator americano Tom Cruise

    A NASA está a planear um filme a bordo da Estação Espacial Internacional com o ator norte-americano Tom Cruise, um projeto que terá a colaboração do empreendedor norte-americano e cofundador da empresa aeroespacial SpaceX Elon Musk. “A NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço) […]

  • A banda “a-ha” de “Take on me” estreiam-se em Portugal no Rock in Rio em Lisboa

    Os noruegueses a-ha, responsáveis por “Take on me”, tema que fez sucesso na década de 1980, estreiam-se em Portugal este ano, no Rock in Rio Lisboa, no mesmo dia em que atuam os ingleses Duran Duran, foi anunciado. Segundo a organização do Rock in Rio Lisboa, num comunicado divulgado, “os grandes êxitos do pop/rock […]

  • Finlay Shakespeare – Solemnities : reviver o Synth-Pop

    Finlay Shakespeare orgulha-se em “Solemnities” de reviver o Synth-Pop, Electonic Alternative, e de continuar os passos dos Depeche Mode, Talk Talk, Gary Numan e muitos outros… Finlay Shakespeare é um fenómeno, é simplesmente excepcional. Com isso, seu segundo álbum para Edições, confirma isso. Como uma banda de […]

  • Houses of Heaven – Silent Places : o mundo do Post-punk e do industrial

    Houses of Heaven. O mundo do Post-punk e do industrial. Sintetizadores de camadas, guitarras, percussão eletrônica e bateria ao vivo, o Houses of Heaven combina os primeiros ritmos industriais e tecnológicos com o melodismo do shoegaze e uma grande dose de efeitos influenciados pelo dub. Formada em Oakland, Califórnia, por Keven Tecon, Adam Beck […]

  • Novo disco : “Véspera” é o novo disco dos Clã

    O nono álbum de estúdio do grupo portuense dos Clã, conta com letras de Sérgio Godinho, Capicua, Samuel Úria, Arnaldo Antunes, Carlos Tê, Regina Guimarães e Aurora Robalinho. “Véspera”, será lançado no dia 22 de maio e estará disponível para pré-venda no site da Fnac e no […]

  • Album Frank Rawel – jazz

    Frank Rawel Muito além dos 50, eu ainda comecei a aprender saxofone e trompete. Junto com as minhas coisas de softsynth, eu gosto de mergulhar no canto do meu estúdio, onde surgem peças auto-inscritas entre Jazz e Easy Listening. Album Frank Rawel : 1- Simple Life – Frank Rawel 2- Brandenburg Prairie – Frank Rawel

Show Buttons
Hide Buttons