• Sex. Fev 3rd, 2023

Fernando Pessoa escreveu sobre fascismo a ditadura e Salazar num só livro

fernando_pessoa
Share This !

O livro “Fernando Pessoa – Sobre o Fascismo, a Ditadura Militar e Salazar”, organizado pelo investigador e historiador José Barreto, com textos inéditos do poeta, como “Fado da censura” é apresentado quinta-feira, na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa.

A obra, como afirma o investigador, na introdução, reúne “todos os escritos de Fernando Pessoa [sobre fascismo, a ditadura e Salazar] que foi possível recensear, entre os ainda numerosos inéditos do espólio do escritor e a obra publicada em vida ou postumamente”, salvaguardando que não pode garantir a existência de outros textos, que se encontrem no espólio da Biblioteca Nacional, “ou fora dele”.

Apesar de conhecidos alguns textos que Fernando Pessoa (1888-1935) publicou ainda em vida, autógrafos ou sob pseudónimo, como a entrevista forjada a um suposto antifascista italiano, saída no diário Sol, em novembro de 1926, “alguns textos [reunidos nesta obra] dificilmente teriam encontrado em Portugal, no período em que foram escritos, quem se prontificasse ou arriscasse a publicá-los”, daí terem permanecido inéditos, afirma Barreto.

“Boa parte deles – como quase tudo o que Pessoa escreveu sobre Salazar e o Estado Novo – jamais poderia ter passado a malha censória”, escreve Barreto, que admite que muitos textos que o poeta publicou foram sujeitos ao crivo da censura prévia, estabelecida em 1926 (“Fado da censura” foi escrito em 1927), designadamente o artigo “Profecia italiana”, publicado em 1935, cerca de um mês antes der morrer.



Refere o investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, que tal motivou “as conhecidas queixas de Pessoa” sobre o regime de censura.

Os escritos pessoanos são apresentados de forma cronológica, e agrupam-se em três temáticas essenciais: “o fascismo e a figura de Benito Mussolini, a ditadura militar portuguesa (1926-1933), e António de Oliveira Salazar, enquanto ministro das Finanças, de 1928 a 1932, e posteriormente como “líder do Governo e do Estado Novo”.

Alerta o investigador para o facto de que, no tempo em que Pessoa escreveu, “o termo fascismo ainda não tinha sofrido a dilatação semântica que posteriormente se verificou”.

No livro estão ainda incluídas umas notas “pouco numerosas e mais lacónicas” sobre o nacional-socialismo e Adolf Hitler, assim como sobre a ditadura espanhola de Primo de Rivera (1923-1930).

Escreve Barreto que alguns artigos publicados por Pessoa na década de 1910 “podem parecer ao observador de hoje que Pessoa não teria sentido grande obstáculo – como aconteceu a numerosos desiludidos da Primeira República e adeptos do Sidonismo [do Presidente Sidónio Pais] – em adotar as ideias autoritárias”.

Mas se alguma “simpatia” houve do poeta pelo regime corporativista, claramente se distanciou dele, nos inícios de 1935, “para dar lugar a um pensamento coerente de oposição a Salazar e ao seu regime”, atesta o historiador.

A obra é publicada pela editora Tinta-da-China, no âmbito da coleção “Pessoa”, dirigida por Jerónimo Pizarro, que no ano passado publicou, pela primeira vez, num só volume, a “Obra Completa de Álvaro de Campos”, um dos heterónimos do autor de “Mensagem”. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
O diário da primeira viagem de Vasco da Gama à Índia
Vasco da Gama

Unesco vai analisar na próxima semana a classificação como património mundial de o diário que relata a descoberta do caminho marítimo para a Índia. O diário da primeira viagem de Read more

Portuguesa soprano é candidata a melhor cantora lírica do mundo
Susana Gaspar

O recital da soprano portuguesa Susana Gaspar abre, no domingo, o Concurso BBC Cardiff da Melhor Cantora do Mundo, no qual participam, até 23 de junho, alguns dos mais promissores Read more

Douro eleito como melhor itinerário turístico fluvial da Europa
Douro

video - O jornal online norte-americano The Huffington Post considerou o Douro como melhor itinerário turístico fluvial da Europa. Natureza, cultura e vinho são algumas das razões apontadas pela publicação Read more

Organização europeia de defesa do património dá prémio a Azulejo portugues
azulejo patrimonio

O projecto português SOS Azulejo, dedicado à salvaguarda e valorização do património azulejar português, foi neste domingo distinguido em Atenas com um prémio especial na edição de 2013 dos galardões Read more

Xutos & Pontapés num concerto em Londres a 29 de junho
Xutos e Pontapés

video - Os Xutos & Pontapés, um dos mais antigos grupo rock português em atividade, irá atuar em 29 de junho em Londres, uma estreia no Reino Unido em 34 Read more

António Zambujo continua a digressão por varios países
Antonio Zambujo

video - Antonio Zambujo, com uma carreira que inclui já cinco álbuns, editados entre 2002-2012, o fadista natural de Beja encontra-se em digressão para promover o trabalho discográfico mais recente. Read more