Festival Córtex de Sintra de curtas-metragens

A infância será o tema dominante da sexta edição do Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra, marcado para fevereiro, no Centro Cultural Olga Cadaval, apresentado em Lisboa.

“Não queríamos programar a infância de Victor Erice, François Truffaut ou Carlos Saura, mas sim uma infância biográfica que afectasse todo o percurso da vida adulta até à morte”, afirma a organização.

Essa marca da infância terá reflexos logo na abertura do Córtex, a 18 de fevereiro, com a exibição de três filmes do realizador britânico Terence Davies: “Children (1976)”, “Madonna and the child” (1980) e “Death and Transfiguration” (1983).

Esta trilogia, que acompanha períodos distintos da vida de Robert Tucker, um alterego do realizador, coloca Terence Davies “no mapa cinematogra´fico como um dos cineastas brita^nicos mais originais do final do se´culo XX”, afirma a organização.

A competição nacional e internacional contará com trinta filmes da Índia, Alemanha, Israel, Polónia ou Rússia.

“A glória de fazer cinema em Portugal”, de Manuel Mozos, “Fora da vida”, de Filipa Reis e João Miller Guerra, “Maria do mar”, de João Rosas, “Outubro acabou”, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes, e “Pronto era assim”, animação de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues, estão integrados na competição nacional.

Até ao dia 21, o festival contará ainda com uma programação de “curtas” para crianças – o Mini Córtex -, feita em parceria com o Monstra Lisboa, e uma secção, intitulada “Hemisfério”, com filmes selecionados pelo Motovun Film Festival, da Croácia.

O júri desta edição do Córtex integra Miguel Valverde, Joana Ferreira, João Braz, Igor Mirkovic e Joana Santos. Toda a programa está disponível em www.festivalcortex.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.