Torre dos Clérigos atinge novo recorde, mais de 1,3 milhões de visitantes em 2018

A Torre dos Clérigos, no Porto, monumento nacional que inclui torre e Igreja, atingiu este ano o recorde de um milhão e 300 mil visitantes contabilizados pelos sensores à entrada do edifício.
“Estamos a falar neste momento em cerca de um milhão e 300 mil pessoas, o que coloca a Torre dos Clérigos como um dos principais locais de visita a nível nacional”, avançou o diretor executivo dos Clérigos, Luís Pedro Martins, referindo que este número só deverá ser ultrapassado pelo Castelo de São Jorge e Mosteiro dos Jerónimos (ambos em Lisboa).

O novo recorde de visitantes não é surpreendente para a Irmandade dos Clérigos porque a instituição tem vindo a verificar que havia um “número muito grande a entrar na Igreja” e que não ia à Torre dos Clérigos, nem ao museu, explicou Luís Pedro Martins.

As portas da Igreja dos Clérigos têm sensores desde o dia 01 de janeiro deste ano, um mecanismo que veio permitir registar com exatidão o número de visitantes até ao dia de hoje”, acrescentou o diretor executivo da Torre dos Clérigos.

A Torre dos Clérigos havia atingido um recorde de visitantes em 2017, com 665.785 mil entradas (80% de estrangeiros), mais 7% do que em 2016, um número explicado na altura com as entradas gratuitas no início da Quaresma e no Dia dos Namorados.

Hoje pelas 21:30, a Igreja dos Clérigos recebe um concerto dos Coros da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) e o Quarteto de Saxofones e até dia 30 deste mês a Torre dos Clérigos vai estar visitável durante a noite (exceto dias 24 e 25), permitindo apreciar a cidade do Porto iluminada com as luzes de Natal.

Na próxima sexta-feira, dia 21, pelas 21:30, está prevista uma visita “especial Natal” orientada por Luís Casimiro, que vai mostrar a iconografia natalícia presente nos Clérigos, lê-se na página oficial da Torre dos Clérigos. (Ag.Lusa)

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.