• Seg. Jun 21st, 2021

Alemanha de sonho para pesadelo de Portugal

ByTeam

Jun 17, 2014
Seleção portuguesa

O arranque de sonho da seleção alemã de futebol, comandada pelo avançado Thomas Müller, e o ofuscamento de Cristiano Ronaldo e da seleção portuguesa na estreia no Mundial2014 são os destaques na imprensa estrangeira.

“Cristiano quem?”, lê-se em destaque na página na Internet do Sports Bild, enquanto a também alemã Kicker atribui a responsabilidade pelo triunfo a Müller, autor de um “hat-trick”, e que “Portugal afundou, com um pálido Ronaldo, à semelhança do que aconteceu com Espanha”.

O igualmente germânico Spiegel realça o resultado de 4-0 no título, elogiando “o jogo simples” de Müller na “estreia de sonho no Mundial”. “A Alemanha mostrou a melhor forma do torneio até agora. Jérôme Boateng irritou Cristiano Ronaldo, Thomas Müller esteve com o pé quente e Pepe viu vermelho. Tudo o que é preciso para ter sucesso”, acrescenta o jornal.

Ideias partilhadas na página na Internet do Die Welt, reconhecendo que “Müller comandou início de sonho no Mundial, a seleção alemã mostrou-se superior”, acrescentando que “a alegria da vitória só foi atenuada pela lesão de Hummels”.

Mais contundentes são as referências ao primeiro jogo da equipa das “quinas” no Mundial2014 da France Football, em que surge como título “Alemanha atropela Portugal”, tendo ainda como destaque na crónica que “a Alemanha bate Portugal, como é costume”, e o espanhol Marca, enaltecendo o “Cilindro Müller”.

Meetic

“Inaugurou a sua conta de penálti, assinou o segundo com um forte remate de esquerda e fechou com a canela ao aproveitar um presente de Rui Patrício”, escreve o jornal de Madrid, enquanto o conterrâneo AS é mais sintético: “Thomas Müller mata Portugal. Assinou um ‘hat-trick’, Pepe foi expulso com 2-0 por dar uma cabeçada ao avançado. Recital de Kroos, Fábio Coentrão, Almeida e Hummels lesionaram-se”.

O francês L’Equipe admite que a Alemanha “está bem encaminhada”, recordando que Portugal perdeu pela quarta vez consecutiva com a seleção germânica em competições internacionais, desde 2006.

“Trio elétrico. Com três golos, Müller ofusca CR7, causa expulsão de Pepe e lidera goleada na Baía”, destaca o Globoesporte, enquanto o Estadão reconhece que “Alemanha anula Cristiano Ronaldo e goleia Portugal”.

O “capitão” da seleção portuguesa é ainda o centro das atenções de outras publicações, caso da italiana Gazzetta dello Sport, que coloca em título “Show da Alemanha, CR7 humilhado, Pepe falha”, acrescentando que os “alemães festejaram com uma vitória convincente a 100.ª partida na história de mundiais, os lusitanos foram dominados, Ronaldo longe de estar top. E o defesa do Real Madrid Pepe vê um vermelho aos 2-0 por um golpe proibido sobre Müller, autor do primeiro ‘hat-trick’ deste mundial”.

Ronaldo surge mais uma vez no foco do catalão Mundo Deportivo, novamente a par do seu companheiro de equipa no Real. “Alemanha humilha CR7 e ao expulso Pepe, convertendo-se na primeira seleção a jogar 100 partidas em Mundiais e celebrou-o com uma goleada a Portugal. Cristiano, impotente, e Pepe, na rua”.


Facebook Comments
Lewis Hamilton vence GP do Mónaco e Max Verstappen foi eleito Melhor Piloto do Dia
f1-montecarlo2019

Monte Carlo: O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1, sexta prova do Mundial, e reforçou a liderança do campeonato. O piloto britânico liderou Read more

Cristiano Ronaldo declarou-se culpado e reconhece fraude fiscal
cristiano

O jogador português entrou pela porta principal no tribunal e assumiu a culpa de quatro crimes de fraude fiscal e paga multa de 18,8 milhões de euros. Desta forma fica Read more

Portugal vence na Polónia e fica a um passo das meias-finais da Liga das Nações
Portugal-polonia2018

A seleção portuguesa de futebol deu um passo de gigante rumo às meias-finais da Liga das Nações, ao vencer por 3-2 a Polónia, em Chorzow, no terceiro encontro do Grupo Read more

Fernando Santos diz que Portugal não ganhava o Euro a defender
fernando_santos

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, recusou que, desde 2016, privilegie o trabalho ofensivo em relação ao defensivo, notando que, se assim fosse, Portugal não teria conquistado o campeonato Read more

Show Buttons
Hide Buttons