Quaresma foi buscar a felicidade para Portugal

Portugal foi mais feliz e acabou por bater a Croácia, no prolongamento, garantindo, deste modo, a ambicionada qualificação para os quartos de final do Europeu, disse Fernando Santos.

Ricardo Quaresma salta do banco para resolver o que parecia difícil.
Portugal vai aos quartos-de-final do Europeu 2016, depois de ter ganho ontem à noite em Lens por 1-0 à Croácia.

O selecionador admitiu que a equipa das quinas “acabou por ser feliz”, mas, realçou, “a minha equipa mereceu esta felicidade”.

“A felicidade apareceu no momento certo”, acrescentou, lembrando as queixas de falta de sorte, na primeira fase da competição, em que Portugal empatou sempre”.

“Foi um jogo foi equilibrado, em que não houve chances. A Croácia tem uma excelente equipa, que fechou bem o caminho e tudo ficou difícil”, realçou o técnico português.

“Houve alguns lances de contra-ataque, mas não conseguimos explorar bem essa situação. O adversário tentou sempre bloquear o Cristiano Ronaldo, como tinha dito, e isso criou-nos muitas dificuldades”, comentou o treinador.

Contudo, nem com o golo apontado por Quaresma, Portugal sossegou; “É normal, depois do 1-0, a equipa da Croácia lançou várias bolas para cima, havia sempre o perigo de um ressalto, mas pronto o resultado manteve-se, fomos felizes”.

“Nem sempre fazemos aquilo que mais gostamos, mas os jogadores têm um objetivo e vamos continuar a lutar, final a final”, acrescentou o selecionador nacional.

“Nunca estive isolado, nem preocupado, porque acredito nesta equipa”, acrescentou o selecionador nacional, que teve, ainda, a oportunidade de esclarecer que João Moutinho não jogou, dado que “não estava em condições”, disse Fernando Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.