Concurso de Bruxelas premeia 16 vinhos portugueses com o mais alto galardão

O Concurso Mundial de Bruxelas deste ano, que teve lugar em Plovdiv, na Bulgária, premiou 16 vinhos portugueses com o mais alto galardão, a Grande Medalha de Ouro.

Portugal foi o segundo país mais medalhado naquela categoria. A Espanha liderou, com 18 galardões, a Itália ficou em terceiro lugar, com 13 medalhas, e a França no quarto, com 11.

Por regiões, o Douro destacou-se com dez medalhas conquistadas, sete delas para vinhos do Porto. As restantes foram para a Madeira (2) e o Alentejo (2) e para o Tejo (1) e o Algarve (1).

Os vinhos portugueses alcançaram ainda mais de cem medalhas de ouro neste concurso, um dos mais prestigiados a nível internacional.

O Concurso Mundial de Bruxelas 2016 reuniu cerca de 8.750 amostras de 51 países produtores. Mais de mil eram de Portugal e 270 da Região Demarcada do Douro.

A avaliação esteve a cargo de um painel composto cerca de 320 especialistas, alguns dos quais portugueses.

“São excelentes notícias para a Região Demarcada do Douro e a melhor recompensa pelo trabalho e a dedicação da produção, dos comerciantes e dos enólogos. Temos uma Região inovadora com 260 anos de história.

Estes resultados falam por si. Parabéns a todos”, disse o presidente do Instituto do Vinho do Douro e do Porto, Manuel Cabral.

O Concurso Mundial de Bruxelas tem como objetivo “desenvolver a cultura e o conhecimento do vinho e ajudar o consumidor do vinho nas suas escolhas”, disse o seu presidente, Baudouin Havaux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.