• Sáb. Out 1st, 2022

Empresas tecnológicas pagam o dobro do salário médio

Empresas tecnológicas

As indústrias tecnológicas pagavam, em 2012, remunerações duas vezes mais elevadas do que a média das empresas portuguesas, ou seja, mais 463 euros, e empregavam 167 mil pessoas, o equivalente a 6% dos trabalhadores nacionais.

Segundo um estudo do Instituto Nacional de Estatística (INE), ao contrário do que aconteceu com a generalidade das empresas, que viram o seu número reduzir-se em 2012 (-1,9% face a 2011), as do setor tecnológico aumentaram 2,6%, representando 3,1% do total de empresas.

O INE distingue três grandes áreas: indústrias de alta tecnologia (fabrico de produtos farmacêuticos, equipamentos informáticos, eletrónicos e óticos, bem como aeronaves), indústrias de média-alta tecnologia (fabrico de produtos químicos, fibras sintéticas, armas e munições, equipamento elétrico, máquinas, automóveis e outros equipamentos de transporte) e serviços intensivos em conhecimento de alta tecnologia (cinema, rádio, televisão, telecomunicações, consultoria informática, investigação científica), que concentravam 67,5% destas empresas e apresentavam a remuneração média mais alta (1764 euros).

As atividades de serviços intensivos em conhecimento de alta tecnologia cresceram, em média, 7,3% entre 2010 e 2012, com destaque para as telecomunicações e serviços de informação (15,2 e 10,7% ao ano, respetivamente).

O número de empresas exportadoras deste setor (13,9%) era também superior à média de todas as empresas (5,5%), destacando-se as indústrias de alta e média-alta tecnologia (26,7 e 20,5%, respetivamente).

O setor tecnológico apresenta um investimento em I&D (Investigação e Desenvolvimento) de cerca de 30 mil euros por empresa, enquanto a generalidade das empresas ronda os 1500 euros anuais. (Ag.Lusa)


Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Empresários da construção na seca de investimento público
construcao

Em Abril, a produção do sector da construção caiu 21,5%, face a mesmo mês de 2012, com a engenharia civil a cair 22,6%, diz a Associação de Empresas de Construção Read more

Governo não vai conseguir o corte na despesa
joao ferreira amaral

video - Governo não vai conseguir cortar os 4,7 mil milhões de euros na despesa e defende uma saída do Euro para Portugal, sublinhou Ferreira do Amaral O economista João Read more

Eurogrupo admite mais apoios para Portugal
EuroGrupo

O presidente do Eurogrupo admitiu hoje que poderão vir a ser consideradas medidas de apoio complementares a Portugal e Irlanda para ajudar estes dois países a saírem dos programas de Read more

Equador renuncia a acordo aduaneiro com os EUA devido ao caso Snowden
Ricardo Patino

O Equador anunciou, que renuncia ao pacto aduaneiro com os EUA, que lhe valia tarifas preferenciais, denunciando o acordo como uma "instrumento de chantagem" num momento em que o Governo Read more

Show Buttons
Hide Buttons