• Ter. Dez 6th, 2022

Eurostat vê uma revisão em alta do défice de 2014 devido ao Novo Banco

ByTeam

Abr 21, 2015 , ,
Novo Banco
Share This !

O Eurostat disse que o défice orçamental de 4,5% do PIB, referente a 2014, poderá ser revisto em alta nos próximos meses devido à capitalização do Novo Banco.

O gabinete de estatísticas europeu divulgou hoje os dados sobre o défice público e a dívida pública da zona euro e da União Europeia a partir dos dados comunicados pelos países ao abrigo da primeira notificação a Bruxelas, referindo duas reservas quanto aos dados declarados, uma referente à Bulgária e outra a Portugal.

No caso de Portugal, são colocadas reservas sobre o défice orçamental de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2014 (7.822,3 milhões de euros), valor referido na primeira notificação do ano enviada a Bruxelas ao abrigo do Procedimento por Défices Excessivos. Para o apuramento desse défice, o Instituto Nacional de Estatística (INE) excluiu, provisoriamente, a capitalização do Novo Banco por falta de informação suficiente para o registo definitivo dessa operação.

“O Eurostat formula uma reserva sobre a qualidade dos dados reportados por Portugal no que diz respeito à capitalização do Novo Banco”, de 4,9 mil milhões de euros, lê-se no comunicado hoje divulgado em Bruxelas.

O gabinete de estatísticas europeu refere que o impacto final dessa operação será avaliada nos próximos meses em cooperação com as autoridades estatísticas portuguesas (o INE) logo que seja conhecido o resultado da venda do Novo Banco.

No entanto, antecipa já o Eurostat, isso deverá levar “muito provavelmente a um aumento do défice público”.

No âmbito da resolução do BES, o ano passado, o Estado injetou 4,9 mil milhões de euros no Novo Banco, através do fundo de resolução bancário. Os 4,9 mil milhões de euros representam 2,8% do PIB.

Por falta de informação, o INE decidiu excluir para já o impacto dessa capitalização no défice orçamental de 2014, que foi comunicado a Bruxelas em março.

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Empresários da construção na seca de investimento público
construcao

Em Abril, a produção do sector da construção caiu 21,5%, face a mesmo mês de 2012, com a engenharia civil a cair 22,6%, diz a Associação de Empresas de Construção Read more

Governo não vai conseguir o corte na despesa
joao ferreira amaral

video - Governo não vai conseguir cortar os 4,7 mil milhões de euros na despesa e defende uma saída do Euro para Portugal, sublinhou Ferreira do Amaral O economista João Read more

Eurogrupo admite mais apoios para Portugal
EuroGrupo

O presidente do Eurogrupo admitiu hoje que poderão vir a ser consideradas medidas de apoio complementares a Portugal e Irlanda para ajudar estes dois países a saírem dos programas de Read more

Equador renuncia a acordo aduaneiro com os EUA devido ao caso Snowden
Ricardo Patino

O Equador anunciou, que renuncia ao pacto aduaneiro com os EUA, que lhe valia tarifas preferenciais, denunciando o acordo como uma "instrumento de chantagem" num momento em que o Governo Read more

Troika duvida do plano de cortes na despesa do Estado português
troika em portugal

A Troika deixou ontem Lisboa com dúvidas sobre o plano de cortes na despesa do Estado. Este é o balanço dos trabalhos realizados nos últimos cinco dias na capital portuguesa. Read more

Portugal deve deixar clara determinação em prosseguir o programa de ajustamento
Durão Barroso

Durão Barroso sublinhou, em Vilnius, a importância de Portugal continuar a mostrar a mesma determinação na implementação do programa de ajustamento, advertindo que os mercados reagem com nervosismo a qualquer Read more