Moody’s corta três níveis o rating do Espírito Santo Financial Group

A agência de rating Moody’s baixou hoje em três níveis nota do Espírito Santo Financial Group (ESFG), o maior acionista do BES, de B2 para Caa2. As quedas do BES e da PT estão a determinar a desvalorização da bolsa nacional, que cai assim pela sétima sessão consecutiva o que já não acontecia desde Novembro de 2011.

A Moody’s justifica o corte de rating, que já estava fora da escala de investimento (lixo), com a subida do risco de crédito do ESFG face às empresas Espírito Santo International e Rioforte, que não avaliadas pela agência.

A agência de notação financeira diz ainda que as suas preocupações são agravadas pela “falta de transparência” sobre a situação financeira do Grupo Espírito Santo e as ligações entre a as empresas do grupo, incluindo a exposição direta e indireta do ESFG à Espírito Santo International.

A 26 de junho, a Moody’s anunciou que colocou a nota Ba3 atribuída ao Banco Espírito Santo (BES) sob revisão, com vista à sua descida. Também na altura colocou sob observação, para eventual redução, o rating de B2 atribuído à ESFG.

A agência diz ainda que o ‘rating’ do ESFG pode voltar a ser cortado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.