• Qui. Dez 1st, 2022

Orçamento Estado 2023: Ordem dos Médicos diz que proposta é “uma mão cheia de nada”

ordem-dos-medicos
Share This !

O bastonário da Ordem dos Médicos afirmou que a proposta do governo socialista sobre o Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), apesar de apresentar um aumento de investimento no setor da saúde, é “uma mão cheia de nada“.

Miguel Guimarães realçou que a proposta de OE2023 no setor da saúde, no que diz respeito à despesa em recursos humanos, representa um acréscimo de “2,5% ou 2,7%” face a 2022, quando está já programado um aumento salarial de cerca de 2% para a função pública para o próximo ano.

“Portanto, estamos a falar de uma mão cheia de nada”, disse o bastonário, que falava aos jornalistas antes de participar na abertura do Congresso Internacional “Scientiae thesaurus mirabilis: A Universidade de Coimbra — História e legado em tempo de pandemia”, que decorre em Coimbra.

A proposta de Orçamento do Estado para 2023 prevê um aumento de 1.177 milhões de euros do montante global para o setor da Saúde, que terá uma despesa total consolidada de 14.858 milhões de euros no próximo ano.

“Posso estar a ver mal, mas não estou a ver como se vão fazer as revisões das carreiras. Como é que a carreira médica vai ser revista, nomeadamente com os sindicatos dos médicos, em termos salariais?”, questionou.

Miguel Guimarães recordou declarações recentes do ministro da Saúde, Manuel Pizarro, que defendeu que “é preciso valorizar as profissões de saúde”, considerando que não pode “estar mais de acordo” com o governante.

No entanto, face à proposta do Orçamento do Estado para 2023, “há aqui um desfasamento entre aquilo que o senhor ministro apresenta – aquilo que o senhor ministro diz – e aquilo que está no Orçamento do Estado”, notou. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Empresários da construção na seca de investimento público
construcao

Em Abril, a produção do sector da construção caiu 21,5%, face a mesmo mês de 2012, com a engenharia civil a cair 22,6%, diz a Associação de Empresas de Construção Read more

Governo não vai conseguir o corte na despesa
joao ferreira amaral

video - Governo não vai conseguir cortar os 4,7 mil milhões de euros na despesa e defende uma saída do Euro para Portugal, sublinhou Ferreira do Amaral O economista João Read more

Eurogrupo admite mais apoios para Portugal
EuroGrupo

O presidente do Eurogrupo admitiu hoje que poderão vir a ser consideradas medidas de apoio complementares a Portugal e Irlanda para ajudar estes dois países a saírem dos programas de Read more

Equador renuncia a acordo aduaneiro com os EUA devido ao caso Snowden
Ricardo Patino

O Equador anunciou, que renuncia ao pacto aduaneiro com os EUA, que lhe valia tarifas preferenciais, denunciando o acordo como uma "instrumento de chantagem" num momento em que o Governo Read more

Troika duvida do plano de cortes na despesa do Estado português
troika em portugal

A Troika deixou ontem Lisboa com dúvidas sobre o plano de cortes na despesa do Estado. Este é o balanço dos trabalhos realizados nos últimos cinco dias na capital portuguesa. Read more

Portugal deve deixar clara determinação em prosseguir o programa de ajustamento
Durão Barroso

Durão Barroso sublinhou, em Vilnius, a importância de Portugal continuar a mostrar a mesma determinação na implementação do programa de ajustamento, advertindo que os mercados reagem com nervosismo a qualquer Read more