Alemanha e Austria fecham temporariamente as suas fronteiras

A crise dos migrantes na Europa piorou dramaticamente, depois de abrir demasiado as suas portas, a Alemanha reintroduz novamente controlos nas suas fronteiras para “conter” o afluxo de dezenas de milhares de refugiados, suspendendo a livre circulação no espaço Europeu.

A Alemanha fecha temporariamente as suas fronteiras, especialmente com a Áustria, ponto de passagem privilegiado dos refugiados para a Alemanha, disse à imprensa o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, em Berlim.

A Áustria também vai restabelecer o controlo de fronteiras para fazer face ao fluxo crescente de migrantes, anunciou hoje a ministra do Interior.

“Sim, vamos fazer como a Alemanha. Os controlos temporários nas fronteiras são permitidos no quadro de Schengen e que vamos fazer esses controlos nas fronteiras”, disse Johanna Mikl-Leitner à imprensa em Bruxelas, à entrada para uma reunião de ministros da União Europeia sobre a crise migratória.

A Áustria tem sido um país de passagem para os migrantes que tentam chegar à Alemanha vindos da Hungria, que viu o movimento de migrantes intensificar-se antes da entrada em vigor de uma nova legislação que dificulta a imigração no país.

Também, o vice-chanceler alemão estimou que o país vai receber não os 800 mil previstos, mas sim um milhão de pessoas este ano.

A decisão da Alemanha e da Aústria de fortalecimento do controlo fronteiriço “é um sinal claro que de isto não pode continuar assim, com as pessoas a atravessarem as fronteiras em massa”, acrescentou o vice-chanceler da Áustria, Rudolph Mitterlehner, na conferência de imprensa, na qual salientou que o direito de asilo deve continuar a ser concedido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.