• Dom. Ago 14th, 2022

China: Pequim elogia Portugal “país amigo” e “parceiro estratégico”

ByTeam

Fev 7, 2019 ,
china

A China considerou Portugal um “país amigo” e “parceiro estratégico”, enaltecendo o processo de transferência da soberania de Macau, e o desejo de Lisboa em participar na iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

“Desde que, há quarenta anos, foram estabelecidas relações diplomáticas, os dois lados aderem aos princípios do respeito, igualdade e benefício mútuo”, afirmou o ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, num comunicado enviado à agência Lusa.

A mesma nota destaca o processo de transição de Macau para a soberania chinesa: “Os dois lados resolveram com sucesso a questão de Macau e estabeleceram um exemplo sobre como resolver questões herdadas da História através de consultas amigáveis”.

Macau foi integrado na República Popular da China em 1999, com o estatuto de Região Especial Administrativa, sob a fórmula ‘um país, dois sistemas’, que garante que as políticas socialistas em vigor no resto da China não se aplicam no território, que goza de “um alto grau de autonomia”, à exceção da Defesa e das Relações Externas, que são da competência exclusiva do Governo central chinês.

Pequim lembrou ainda como os dois países ultrapassaram, nos últimos anos, a crise financeira internacional, através do reforço do investimento e comércio.

Desde que, em 2012, a China Three Gorges (CTG) comprou uma participação de 21,35% no capital da EDP, o país asiático tornou-se um dos principais investidores em Portugal, ao comprar participações em grandes empresas das áreas da energia, seguros, saúde e banca, enquanto centenas de particulares chineses compraram casa em Portugal à boleia dos vistos ‘gold’.

Em comunicado, o ministério referiu ainda a visita de Estado do presidente chinês, Xi Jinping, a Portugal, em dezembro passado, que “serviu para definir as coordenadas para o futuro do desenvolvimento da parceria estratégica global”.

“A China atribui grande importância ao desenvolvimento das relações com Portugal e está disposta a trabalhar com Portugal para implementar os importantes acordos realizados durante a visita do presidente Xi Jinping e fortalecer ainda mais os intercâmbios de alto nível entre os dois lados”, lê-se.

O ministério chinês dos Negócios Estrangeiros sublinhou ainda a importância em “aprofundar a confiança política mútua e trabalhar em conjunto para avançar com a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Lançado em 2013, por Xi Jinping, aquele projeto de infraestruturas internacional inclui a construção de portos, aeroportos, autoestradas, centrais elétricas ou malhas ferroviárias ao longo da Europa, Ásia Central, África e sudeste asiático.

A iniciativa é vista como uma versão chinesa do ‘Plano Marshall’, lançado pelos Estados Unidos, após a Segunda Guerra Mundial, e que permitiram a Washington criar a fundação de alianças diplomáticas e militares que perduram até hoje.

Lisboa tem insistido na inclusão de uma rota atlântica no projeto chinês, o que permitiria ao porto de Sines conectar as rotas do Extremo Oriente ao Oceano Atlântico, beneficiando do alargamento do canal do Panamá.

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Politica : Os Homens da Mala
Homens-da-Mala

Manuel Magalhães e Silva, responsável pela ascensão do famoso grupo de amigos de António Costa, revelou que os partidos portugueses recebiam malas carregadas com dinheiro vindas de Macau. "Tudo isso Read more

Donald Trump minimizou ataque cibernético a agências governamentais e aponta dedo à China
donald-trump

O Presidente norte-americano, Donald Trump, comentou o ataque cibernético maciço a várias agências governamentais dos EUA, e apontou a China como um possível autor, contradizendo o secretário de Estado, Mike Read more

Embaixador dos EUA diz que Portugal tem de escolher entre EUA e China
George-Glass

O embaixador norte-americano em Lisboa defende que Portugal tem de escolher entre os “amigos e aliados” EUA e o “parceiro económico” China, alertando que escolher a China em questões como Read more

França limita companhias aéreas chinesas a um voo por semana
companhias-aereas-chinesas

França decidiu limitar o número de voos semanais operados pelas companhias aéreas chinesas a um por semana, em nome da reciprocidade em relação à Air France, anunciou hoje a embaixada Read more

Show Buttons
Hide Buttons