Marine Le Pen promete combater a globalização e o fundamentalismo islâmico

A líder do partido francês Frente Nacional, Marine Le Pen, disse neste domingo a milhares de apoiantes que gritavam “este é o nosso país” que iria sozinha protegê-los contra o “fundamentalismo islâmico” e a “globalização”, se for eleita Presidente em Maio.

Com o pano de fundo vitória de Donald Trump nos Estados Unidos e o “Brexit”, o partido anti-imigração e anti-Europa tem agora esperança num ímpeto populista semelhante em França.

“O que está em jogo nesta eleição… é se a França ainda pode ser uma nação livre”, disse Le Pen, citada pela agência Reuters. E acrescentou: “A divisão não é entre a esquerda e a direita, mas entre patriotas e globalistas!”.

Nos 144 “compromissos” publicados no sábado, Le Pen defende, entre outras medidas, expulsar todos os imigrantes em situação ilegal e reservar alguns direitos agora dirigidos a todos os habitantes, incluindo educação gratuita, apenas a cidadãos franceses.

Um governo da Frente Nacional também tiraria a França da zona euro e proporia um referendo à permanência na União Europeia.

Le Pen criticou ainda, também segundo a agência Reuters, os líderes que escolheram a “globalização desregulada” que considera ter sido “atroz”.

“A globalização financeira e a islâmica estão a ajudar-se mutuamente”, disse, defendendo que “as duas ideologias” são prejudiciais a França. (Ag.Lusa)

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.