Antonio Costa confirma nova proposta de compra chinesa ao Novo Banco

O primeiro-ministro, António Costa, confirmou que há uma nova proposta de um grupo chinês para comprar o Novo Banco, numa entrevista divulgada hoje pelo Diário de Notícias e pela TSF.

“Sei em concreto que durante estes cinco dias em que estive cá [na China] foi apresentada uma nova proposta de aquisição do Novo Banco por uma instituição financeira chinesa”, disse António Costa, numa entrevista concedida, na quarta-feira, no final da visita que fez à China.

Costa acrescentou que “esse é um processo que decorre, neste momento, sob a alçada do Banco de Portugal, ao qual compete apreciar as diferentes propostas e que haverá de fazer uma proposta final ao governo”.

“Portanto, o Governo só se pronunciará depois de o senhor governador nos apresentar uma proposta. Agora, sei porque fui informado pelo investidor que tinham apresentado uma proposta para a aquisição do Novo Banco”.

Segundo o Diário de Notícias, a TSF e o Público, a proposta, não vinculativa, é do China Minsheng Finantial.

Citando fontes “ligadas às autoridades oficiais”, o Público acrescenta que na proposta, o China Minscheng admite adquirir mais de 50% do Novo Banco, com dispersão das ações restantes em bolsa e aumento de capital.

No ano passado, houve já uma proposta chinesa para a compra do Novo Banco, do grupo Fosun, que detém a Fidelidade e a Luz Saúde, mas as negociações foram suspensas pelo Banco de Portugal. (Ag.Lusa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.