• Sex. Set 24th, 2021

António Costa diz que há condições para iniciar obras em 200 escolas

A. Costa

O primeiro-ministro disse que há condições para se iniciarem obras em 200 escolas no país, incluindo a Alexandre Herculano, no Porto, enquanto o BE considerou que se tem “andado devagar demais” em relação aos serviços públicos.

No debate quinzenal, a coordenadora do BE, Catarina Martins, questionou o primeiro-ministro, António Costa, sobre a resposta que se vai dar à Escola Secundária Alexandre Herculano, cujas aulas foram suspensas pelo Ministério da Educação até segunda-feira, para “acautelar as condições de segurança dos alunos”.

A instituição foi encerrada na quinta-feira, por decisão do diretor, por chover em várias das salas de aula.

“Estamos em condições de arrancar com essas obras que vão abranger 200 escolas em todos o país e uma delas é a Alexandre Herculano”, afirmou António Costa, recordando que esta era uma das 39 escolas cujas obras estavam adjudicadas em 2011 “e que foi anulada quando o doutor Pedro Passos Coelho chegou ao Governo”.

A líder bloquista concorda que “não se pode de um dia para outro apagar tudo o que foi a destruição feita” nos últimos anos, mas deixou um aviso ao chefe do Governo que apoia parlamentarmente: “temos andado devagar demais no que diz respeito aos serviços públicos”.

Meetic

Catarina Martins dedicou apenas o minuto inicial da sua intervenção à polémica das últimas semanas da Taxa Social Única (TSU), considerando que a substituição da sua redução pela do Pagamento Especial por Conta (PEC) “é um incentivo à liquidez e ao investimento, em vez de uma concorrência pelas piores práticas” e “é um consenso real em vez de um acordo dos patrões consigo próprios”.

“O que nós fizemos neste parlamento foi acabar de vez com a ideia peregrina de que o aumento do Salário Mínimo Nacional deve ser compensado. Essa ideia morreu. Paz à sua alma”, disse.

Para a líder do BE, “há uma outra conquista neste processo”, que foi o Governo encontrar à sua esquerda a disponibilidade e a capacidade para negociar as soluções de que o país precisa”.

“Deixemos a direita presa no seu labirinto e vamos ao que interessa”, atirou. (Ag.Lusa)

Facebook Comments
Rui Rio critica Governo de “maior carga fiscal de sempre” e “piores serviços públicos
rui-rio

Para Rio, a organização dos serviços públicos é "a marca mais negativa deste Governo", em conjunto com os impostos. O presidente do PSD afirma que nunca o povo pagou tanto Read more

“Os negacionistas esbarraram numa população que acredita nas vacinas”
Miguel-Sousa-Tavares

O escritor Miguel Sousa Tavares realçou o sucesso do plano de vacinação em Portugal. Miguel Sousa Tavares analisou, no seu espaço de comentário habitual na TVI24, do plano de vacinação Read more

Presidente da República, promulgou diploma que reforça prevenção do branqueamento de capitais
marcelo-r-s

Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou a transposição de uma diretiva europeia que reforça os mecanismos de prevenção do branqueamento de capitais, segundo uma nota publicada no "site da Presidência". "O Read more

Iniciativa Liberal leva “liberdade de expressão” online a debate em plenário
IL-Joao-Cotrim-Figueiredo

O parlamento debate na terça-feira um projeto-lei do partido Iniciativa Liberal (IL) que pretende revogar o polémico artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital, pretendendo o Read more

Show Buttons
Hide Buttons