• Seg. Jan 25th, 2021

António Costa diz que há condições para iniciar obras em 200 escolas

A. Costa

O primeiro-ministro disse que há condições para se iniciarem obras em 200 escolas no país, incluindo a Alexandre Herculano, no Porto, enquanto o BE considerou que se tem “andado devagar demais” em relação aos serviços públicos.

No debate quinzenal, a coordenadora do BE, Catarina Martins, questionou o primeiro-ministro, António Costa, sobre a resposta que se vai dar à Escola Secundária Alexandre Herculano, cujas aulas foram suspensas pelo Ministério da Educação até segunda-feira, para “acautelar as condições de segurança dos alunos”.

A instituição foi encerrada na quinta-feira, por decisão do diretor, por chover em várias das salas de aula.

“Estamos em condições de arrancar com essas obras que vão abranger 200 escolas em todos o país e uma delas é a Alexandre Herculano”, afirmou António Costa, recordando que esta era uma das 39 escolas cujas obras estavam adjudicadas em 2011 “e que foi anulada quando o doutor Pedro Passos Coelho chegou ao Governo”.

A líder bloquista concorda que “não se pode de um dia para outro apagar tudo o que foi a destruição feita” nos últimos anos, mas deixou um aviso ao chefe do Governo que apoia parlamentarmente: “temos andado devagar demais no que diz respeito aos serviços públicos”.

Meetic

Catarina Martins dedicou apenas o minuto inicial da sua intervenção à polémica das últimas semanas da Taxa Social Única (TSU), considerando que a substituição da sua redução pela do Pagamento Especial por Conta (PEC) “é um incentivo à liquidez e ao investimento, em vez de uma concorrência pelas piores práticas” e “é um consenso real em vez de um acordo dos patrões consigo próprios”.

“O que nós fizemos neste parlamento foi acabar de vez com a ideia peregrina de que o aumento do Salário Mínimo Nacional deve ser compensado. Essa ideia morreu. Paz à sua alma”, disse.

Para a líder do BE, “há uma outra conquista neste processo”, que foi o Governo encontrar à sua esquerda a disponibilidade e a capacidade para negociar as soluções de que o país precisa”.

“Deixemos a direita presa no seu labirinto e vamos ao que interessa”, atirou. (Ag.Lusa)

Facebook Comments
Rui Rio critica Governo de “maior carga fiscal de sempre” e “piores serviços públicos
rui-rio

Para Rio, a organização dos serviços públicos é "a marca mais negativa deste Governo", em conjunto com os impostos. O presidente do PSD afirma que nunca o povo pagou tanto Read more

Eleições Presidenciais em confinamento ? “Tempo é para votar. Amanhã vamos refletir”
Ramalho_Eanes

O general Ramalho Eanes exerceu o direito de voto, este domingo, e destacou os principais desafios que o próximo Presidente da República terá de enfrentar. Ramalho Eanes votou, na manhã Read more

Violência dos ativistas “antifas” de Extrema-Esquerda contra o partido Chega
ventura-manif-setubal

"Em democracia, vence-se com argumentos, não com pedras", diz André Ventura O candidato presidencial do Chega lamentou o episódio de violência de que foi alvo por parte de manifestantes, em Read more

Iniciativa Liberal ataca Antonio Costa por culpar portugueses por agravamento da epidemia
IL-João-Cotrim-Figueiredo

João Cotrim Figueiredo, deputado da Iniciativa Liberal (IL), criticou o "irritado primeiro-ministro" por ter "culpado os portugueses" pelo agravamento da epidemia de covid-19, mas apontou essa "culpa ao Governo e Read more

Show Buttons
Hide Buttons