• Qui. Dez 1st, 2022

Antonio Costa e Isabel dos Santos? “Anos de promiscuidade à vista de todos”

Rui-Pinto-lovely_hacker
Share This !

O criador da plataforma Football Leaks, que assumiu estar, também, por detrás do Luanda Leaks, o processo fez ‘estalar’ a relação entre o primeiro-ministro e Isabel dos Santos.

O criador da plataforma eletrónica Football Leaks, e a cara por detrás do Luanda Leaks, Rui Pinto, considerou, esta sexta-feira, que já em 2016 se falava em “interferência e falta de transparência” no que dizia respeito à relação de António Costa, primeiro-ministro, e a empresária angolana Isabel dos Santos, que ‘estalou’ com o brotar da investigação à sua fortuna.

“Em 2016, António Costa recebia de braços abertos Isabel dos Santos em São Bento. Logo aí surgiram reações adversas: interferência e falta de transparência, foram algumas das palavras utilizadas. Foram anos de promiscuidade à vista de todos que apenas terminaram com o Luanda Leaks”, escreveu o hacker português, num publicação na rede social Twitter, acompanhada por uma manchete do jornal Expresso, datada de março de 2016, onde se pode ler “Costa dá luz verde a Isabel dos Santos no BCP”.

O tema voltou a ser falado a propósito de um livro do ex-governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, que dá conta de que o antecessor de Mário Centeno foi pressionado para não retirar Isabel dos Santos do BIC.

Nessa linha, o primeiro-ministro admitiu, na quinta-feira, processar Carlos Costa, por ofensa à sua honra. “A única coisa que eu posso dizer é que, como é sabido, através do Observador, foram proferidas pelo sr. Carlos Costa declarações que são ofensivas da minha honra, do meu bom nome e da minha consideração”, disse, em declarações aos jornalistas.

O responsável adiantou ter contactado Carlos Costa, que “não se retratou nem pediu desculpas”.

“E, portanto, constituí como meu advogado o Manuel Magalhães e Silva, que adotará os procedimentos adequados contra o doutor Carlos Costa, para defesa do meu bom nome, da minha honra e consideração. É a justiça também a funcionar”, complementou.

No mesmo dia, o vice-presidente do Partido Social Democrata (PSD), António Leitão Amaro, apelou ao primeiro-ministro para que esclarecesse “se e porquê interferiu” junto do Banco de Portugal para “manter intocável Isabel dos Santos”.

Por seu turno, o partido Chega anunciou que pedirá uma audição do antigo governador do Banco de Portugal, de modo a apurar se Costa tentou proteger a empresária angolana Isabel dos Santos, tendo contactado o PSD para constituir uma comissão de inquérito.

Já a deputada do PAN, Inês de Sousa Real, afirmou que, a comprovar-se a interferência, “é evidente que é grave” e, “sendo grave, o senhor primeiro-ministro vai ter de vir prestar esclarecimentos ao país sobre o assunto”.

Recorde-se que o projeto de investigação à fortuna de Isabel dos Santos, conhecido como Luanda Leaks, foi o resultado de uma fuga de informação de mais de 715 mil ficheiros, que foram analisados por vários órgãos de comunicação social internacionais – como o The Guardian, a BBC e o jornal Expresso, em Portugal – contando com mais de 120 jornalistas. O processo apurou as centenas de benefícios conseguidos pela empresária angolana durante a presidência do seu pai, José Eduardo dos Santos. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more