• Seg. Jun 21st, 2021

Antonio Costa “não faz reformas, perpetua-se no sistema não fazendo nada”

manuela-ferreira-leite

Manuela Ferreira Leite acusou o primeiro-ministro de ser o responsável por um bloqueio do sistema político português.

A convenção Movimento Europa e Liberdade (MEL) foi tema de análise por parte de Manuela Ferreira Leite, no habitual espaço de comentário na antena da TVI. A social-democrata teceu duras críticas ao clima de “suspeição, de preocupação” que se gerou em torno do evento político.

A ex-líder social-democrata defendeu que a controvérsia que se gerou traduz “o clima político que se vive no país”. Em Portugal, sustentou, ou se é “socialista apoiado pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP” ou tudo “é perigoso e tudo mete medo”.

Isto não é democracia. (…) não tem o mínimo dos sentidos que haja qualquer tipo de suspeição, de preocupação e de limitação num encontro de pessoas que vão exprimir as suas ideias. Seria muito preocupante se não houvesse um fórum onde as pessoas pudessem exprimir as suas ideias”, advogou a comentadora.

A ex-ministra enviou ainda farpas a António Costa, a quem culpa por um bloqueio do sistema político. “Não passa pela cabeça de António Costa fazer qualquer tipo de reforma. António Costa perpetua-se no sistema não fazendo nada. E isso, para nós, para o futuro do país, é o que há de mais trágico”, defende.

Recorde-se que o líder do Executivo criticou, a recente convenção do MEL, dizendo que, ao longo de dois dias de “reunião da direita, não se falou de um único problema que dissesse respeito à vida dos portugueses”.

“Falaram de problemas que apenas dizem respeito a eles, num concurso de feira de vaidades para saber se regressa o antigo, se aparece um novo ou se mantêm o atual. Estão entretidos nas vaidades”, comentou.

O facto de o Governo ter decretado uma requisição civil para travar uma greve dos inspetores do SEF durante o verão foi igualmente objeto de análise pela antiga ministra das Finanças. Para Manuela Ferreira Leite, é “absolutamente inaceitável” que o SEF tenha feito greve num momento tão crítico de retoma económica do país.

No seu entendimento, a requisição civil decretada era a ‘arma’ necessária para fazer face à anunciada greve já que o ministro da Administração Interna não soube tratar do caso.

“Tão levianos foram os sindicatos que decidiram uma greve no momento absolutamente inaceitável, como é o ministro ao tomar uma decisão sem perceber em que é que estava a mexer”, rematou.

Facebook Comments
Antonio Costa não tem conta à ordem e não se sabe como recebe salário.
antonio-costa-15-05-2021

O "Primeiro Ministro" que não tem conta bancária... Como assim ? Nâo tem conta bancária ? O PM é um funcionário público, e se um funcionário público não tem conta Read more

Banco Banif: Lesados pedem implementação do Fundo de Recuperação de Crédito
banco-banif-lesados

Associação dos Lesados do Banif (ALBOA) pediu ao Governo socialista a implementação de uma solução para os clientes prejudicados, solicitando a implementação do Fundo de Recuperação de Crédito, segundo um Read more

Parlamento Europeu pede a Portugal “toda a documentação” sobre nomeação de procuradores
caso-procuradoria-europeia

O Parlamento Europeu solicitou hoje à ministra da Justiça, enquanto presidente em exercício do Conselho da UE, toda a documentação relativa ao processo de nomeação dos três procuradores europeus que Read more

Iniciativa Liberal responsabilizam Costa pela “gestão calamitosa da vacinação”
Iniciativa-Liberal

O partido Iniciativa Liberal diz que a "gestão calamitosa do plano de vacinação" contra a covid-19 está a "minar a confiança dos portugueses no combate à pandemia". A Iniciativa Liberal Read more

Show Buttons
Hide Buttons