• Sáb. Nov 27th, 2021

Antonio Costa “não faz reformas, perpetua-se no sistema não fazendo nada”

manuela-ferreira-leite

Manuela Ferreira Leite acusou o primeiro-ministro de ser o responsável por um bloqueio do sistema político português.

A convenção Movimento Europa e Liberdade (MEL) foi tema de análise por parte de Manuela Ferreira Leite, no habitual espaço de comentário na antena da TVI. A social-democrata teceu duras críticas ao clima de “suspeição, de preocupação” que se gerou em torno do evento político.

A ex-líder social-democrata defendeu que a controvérsia que se gerou traduz “o clima político que se vive no país”. Em Portugal, sustentou, ou se é “socialista apoiado pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP” ou tudo “é perigoso e tudo mete medo”.

Isto não é democracia. (…) não tem o mínimo dos sentidos que haja qualquer tipo de suspeição, de preocupação e de limitação num encontro de pessoas que vão exprimir as suas ideias. Seria muito preocupante se não houvesse um fórum onde as pessoas pudessem exprimir as suas ideias”, advogou a comentadora.

A ex-ministra enviou ainda farpas a António Costa, a quem culpa por um bloqueio do sistema político. “Não passa pela cabeça de António Costa fazer qualquer tipo de reforma. António Costa perpetua-se no sistema não fazendo nada. E isso, para nós, para o futuro do país, é o que há de mais trágico”, defende.

Recorde-se que o líder do Executivo criticou, a recente convenção do MEL, dizendo que, ao longo de dois dias de “reunião da direita, não se falou de um único problema que dissesse respeito à vida dos portugueses”.

Meetic

“Falaram de problemas que apenas dizem respeito a eles, num concurso de feira de vaidades para saber se regressa o antigo, se aparece um novo ou se mantêm o atual. Estão entretidos nas vaidades”, comentou.

O facto de o Governo ter decretado uma requisição civil para travar uma greve dos inspetores do SEF durante o verão foi igualmente objeto de análise pela antiga ministra das Finanças. Para Manuela Ferreira Leite, é “absolutamente inaceitável” que o SEF tenha feito greve num momento tão crítico de retoma económica do país.

No seu entendimento, a requisição civil decretada era a ‘arma’ necessária para fazer face à anunciada greve já que o ministro da Administração Interna não soube tratar do caso.

“Tão levianos foram os sindicatos que decidiram uma greve no momento absolutamente inaceitável, como é o ministro ao tomar uma decisão sem perceber em que é que estava a mexer”, rematou.

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Governo socialista : “António Costa andou a enganar os portugueses”
Paulo-Rangel-27-10-2021

"António Costa andou a enganar os portugueses durante todo este tempo", disse Paulo Rangel, acrescentando que os orçamentos aprovados "ao longo destes seis anos" foram, "em muitos aspetos, prejudiciais para Read more

Antonio Costa não tem conta à ordem e não se sabe como recebe salário.
antonio-costa-15-05-2021

O "Primeiro Ministro" que não tem conta bancária... Como assim ? Nâo tem conta bancária ? O PM é um funcionário público, e se um funcionário público não tem conta Read more

Banco Banif: Lesados pedem implementação do Fundo de Recuperação de Crédito
banco-banif-lesados

Associação dos Lesados do Banif (ALBOA) pediu ao Governo socialista a implementação de uma solução para os clientes prejudicados, solicitando a implementação do Fundo de Recuperação de Crédito, segundo um Read more

Parlamento Europeu pede a Portugal “toda a documentação” sobre nomeação de procuradores
caso-procuradoria-europeia

O Parlamento Europeu solicitou hoje à ministra da Justiça, enquanto presidente em exercício do Conselho da UE, toda a documentação relativa ao processo de nomeação dos três procuradores europeus que Read more

Show Buttons
Hide Buttons