António Costa pode apresentar imediatamente uma lista governativa

Após a queda do Governo PSD/CDS, o líder socialista afirmou que está disponível para apresentar uma lista governativa, disse numa entrevista à Visão. Mas António Costa ainda não comunicou oficialmente quem poderá vir a ser os seus ministros.

O líder do PS ainda não revelou quem poderão vir a ser os seus ministros mas já assegurou que pode apresentar imediatamente uma lista para o novo Governo.

Alguns militantes já confirmaram que podem fazer parte do executivo como, o economista independente Manuel Caldeira Cabral, que afirmou que seria uma “honra” de ser ministro. Mário Centeno, o economista do Banco de Portugal, também se mostrou receptivo para o cargo de ministro das Finanças, numa entrevista dada à RTP.

Depois da morte, esta semana, do seu amigo, apoiante e possível ministro da Cultura do seu Governo, Paulo Cunha e Silva, Costa viu-se obrigado a alterar planos e a considerar a hipótese de outras personalidades ocuparem esse lugar.

Um dos possíveis candidatos será José Manuel dos Santos, apoiante do PS, antigo adjunto de três presidentes da República e administrador da Fundação da EDP.

José António Vieira da Silva, político e economista, é apontado como possível responsável das implicações de negociação permanente resultante dos acordos com o Bloco Esquerda e a CDU e Adalberto Campos Fernandes é indicado para o sector da Saúde.

Também é seguro que Maria Manuel Leitão Marques assuma a posição de ministra da Modernização Administrativa, devido à sua formação jurídica.

João Soares e Miranda Calha são possíveis escolhas para a Defesa. Para o pelouro do Ambiente, provavelmente a professora universitária Helena Freitas, que foi cabeça de lista do PS em Coimbra e o jovem bioquímico Tiago Brandão Rodrigues poderá ir para o cargo da Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.