• Sex. Jan 27th, 2023

Carla Castro quer transformar Iniciativa Liberal na 3.ª força política

Carla-Castro
Share This !

A candidata à liderança da Iniciativa Liberal (IL) Carla Castro afirmou hoje ter capacidade para liderar o partido de uma forma que o torne a terceira força política em Portugal, através de um programa ambicioso de robustecimento interno.

Em declarações aos jornalistas no final da apresentação da moção de estratégia a sufragar na convenção da IL, que decorrerá a 21 e 22 deste mês, em Lisboa, Carla Castro, deputada, admitiu que pretende fazer do partido uma “solução na governação“, sublinhando, porém, que há “linhas vermelhas e azuis”.

“Temos as nossas linhas vermelhas, que são com quem não queremos estar, e as azuis, que são as circunstâncias com que poderemos estar. Mas mais importante neste momento do que falarmos em coligações é ganharmos todos os votos, é nós apresentarmos alternativas. As propostas liberais valem por si próprias e nós queremos ganhar os votos de todos os eleitores”, afirmou.

Para a também deputada, que disputará a liderança da IL contra o deputado Rui Rocha e o conselheiro nacional José Cardoso — ambos apresentam ainda hoje as respetivas moções estratégicas — as “linhas vermelhas” passam pelo Chega, de André Ventura, e o Partido Socialista, “que é o responsável pelo ‘arco de governação’ que tem promovido a estagnação do país”.

“E as linhas azuis são as nossas condições para um Portugal mais liberal”, sustentou Carla Castro, cuja Moção de Estratégia se intitula “Um País em Liberdade e em Prosperidade”.

“Queremos ser a terceira força política nacional e, para isso, temos um programa ambicioso, quer de robustecimento interno do partido no país, em que sabemos perfeitamente como o fazer crescer e descentralizar e convocar a energia de todos os liberais”, argumentou.

Carla Castro acrescentou que pretende, paralelamente, um partido “virado para fora”, utilizando, para tal, “momentos liberais a academias liberais de pertença e de abertura à sociedade civil”.

“Queremos e temos ambições de ser não apenas uma oposição, mas sim uma alternativa e, para isso, é importante crescer e afirmar as nossas políticas. Em termos de objetivos eleitorais, vamos querer eleger na Madeira, multiplicarmos a representação nos Açores e vamos prepararmo-nos desde já para as eleições europeias”, observou.

A candidata à liderança da IL disse ainda que pretende consolidar o crescimento a nível nacional, o que significa preparar as eleições autárquicas, uma vez que o partido estará “sempre pronto para as legislativas”, quer antecipadas quer no final da legislatura.

“Não vamos deixar nem segmentos nem territórios abandonados. Queremos convocar e marcar a agenda política. Esse é um desígnio que temos de ter”, frisou.

“Algo que é muito claro nesta equipa é estarmos a preparamo-nos todos os dias. O robustecimento do partido quer a nível local quer a nível nacional faz-se todos os dias. Não se faz por espasmos, não se faz por títulos, não se faz por ideias soltas.

Faz-se por uma robustez no trabalho e esta é uma equipa de trabalho, de convicção e estruturada”, concluiu. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more