• Sáb. Out 1st, 2022

Covilhã cria comissão de apoio à população e banco alimentar para animais

Covilha-incentios-banco-alimentar-para-animais

Covilhã reuniu-se com o Conselho Municipal de Segurança e criaram uma comissão que quer ajudar a população fustigada pelos Incêndios, e um banco alimentar e cuidados para os animais feridos nos incêndios.

A Câmara da Covilhã criou uma comissão de apoio e acompanhamento à população e um banco alimentar para animais, para fazer face, no imediato, às dificuldades causadas pelo incêndio que teve início sábado, no concelho.

Ontem [quinta-feira] reunimos o Conselho Municipal de Segurança, na modalidade restrita. Tomaram-se uma série de medidas e deliberações, partindo do pressuposto que a área ardida é de 3.500 hectares de matos e florestas. Decidimos criar uma comissão de apoio e acompanhamento à população, um banco alimentar para animais, para distribuição de rações e alimentos para os mesmos, e apoiar com uma equipa veterinária municipal, para avaliar e cuidar de animais feridos”, afirmou hoje à agência Lusa, Vitor Pereira.

O incêndio rural que lavra desde sábado na serra da Estrela atingiu os concelhos da Covilhã (distrito de Castelo Branco), Manteigas, Gouveia e Guarda (distrito da Guarda), passado a meio da manhã de quinta-feira para o concelho de Celorico da Beira (distrito da Guarda).

O presidente deste município do distrito de Castelo Branco disse ainda que a reunião serviu também para ratificar o despacho de ativação do Plano Municipal de Proteção Civil, que aconteceu na segunda-feira e que teve efeitos imediatos, por ser uma competência dele próprio, enquanto presidente.

“Vamos ajudar a operacionalizar as madeiras ardidas, de acordo com o plano do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF)”, adiantou Vitor Pereira, sublinhando ainda que, “no curto e médio prazo, relativamente à matéria ardida”, o município vai apoiar.

“O ICNF vai ter um mecanismo de compensação financeira e nós vamos ajudar nessa tarefa”, salientou.

A Câmara da Covilhã vai também desenvolver medidas de estabilização de emergência dos solos e apostar na reflorestação.

“Estamos a inventariar os prejuízos para agilizar no acesso às medidas de apoio que já existem e a outras que possam surgir”, frisou.

O autarca deixou “uma palavra de agradecimento aos operacionais e de carinho e afeto para as populações que foram fustigadas pelo fogo, pelos prejuízos, por todas estas contrariedades e angústias”.

“A Câmara Municipal está atenta e ao lado da população, passando já à ação”, concluiu. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Show Buttons
Hide Buttons