Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias “Europa XXI”, emitido hoje, confiar “muito na sobrevivência do euro” e considerou que seria “um erro dramático para toda a Europa” se a moeda única fosse posta em causa.

“Se o euro fosse posto em causa então estaria posto em causa o mercado interno, e nós não temos mercado interno a funcionar plenamente sem uma moeda única, essa foi uma das razões pelas quais se tomou a decisão de avançar para uma moeda única”, sublinhou o chefe de Estado numa entrevista dada esta semana ao programa da SIC Notícias “Europa XXI”, em Estrasburgo, durante uma visita que fez ao Parlamento Europeu, e difundida hoje na íntegra.

Na opinião do Presidente português, se o projeto da moeda única acabasse, voltariam a surgir “situações de protecionismo na Europa”, os “egoísmos nacionais exacerbavam-se” e “até posições xenófobas aumentariam”.

Cavaco Silva disse confiar muito “na sobrevivência do euro”, um “pilar decisivo da construção europeia”, e esperar que esta seja “cada vez mais uma moeda forte na cena internacional”.

“Seria um erro dramático para toda a Europa se fosse posto em causa o euro”, advertiu, manifestando-se convicto de que os 17 países do euro se manterão na moeda única e sublinhando a adesão da Letónia em janeiro: “O que mostra que o euro continua a ter uma atração”.

Na entrevista à Sic, Cavaco deixou ainda críticas às atuais lideranças europeias e ao que disse ser um excesso de concentração “na austeridade e na disciplina orçamental”. DN


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.