• Ter. Dez 6th, 2022

Iniciativa Liberal questiona Governo sobre estudo acerca de discurso de ódio online

IL-Cotrim-de-Figueiredo
Share This !

IL questionou o Governo socialista sobre um estudo anunciado pelo executivo de caracterização do discurso de ódio, nomeadamente nas redes sociais, apontando que nunca foi explicitado o seu âmbito nem a utilização a dar às eventuais conclusões.

Numa pergunta dirigida à ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, o deputado único da IL escreve que “o recente debate público em torno da Carta Portuguesa dos Direitos Humanos na Era Digital veio demonstrar a importância da necessidade de escrutinar minuciosamente todas as iniciativas que respeitem à liberdade de expressão“.

“Quer o Governo, quer o Partido Socialista que o apoia, já demonstraram que não consideram preocupantes as intromissões de poderes públicos na expressão de opinião por parte dos cidadãos. Recorrem à existência de problemas potenciais com o abuso de liberdade de expressão para justificar a introdução de mecanismos de controle de discurso que constituem problemas reais de limitação a essa mesma liberdade”, lê-se na exposição de motivos.

João Cotrim de Figueiredo aponta que, “ao longo de mais de um ano e meio”, a IL tem vindo a questionar a ministra sobre “o alcance prático da intenção, inscrita no Programa de Governo, de ‘reforçar os mecanismos de prevenção e de repressão do discurso de ódio, designadamente nas redes sociais'”.

“Inicialmente, o Governo tentou desvalorizar essa matéria e só mais tarde, após várias insistências, reconheceu que tencionava adjudicar um estudo para caracterização do fenómeno, sem nunca explicitar qual o âmbito do mesmo nem qual a utilização a dar às respetivas conclusões. Mais não se sabe, nem se esse estudo já foi iniciado”, escreve.

Neste contexto, os liberais pretendem saber se o estudo em causa já se encontra adjudicado, a que entidade, qual o prazo de realização previsto e qual o “âmbito exato desse estudo”.

Para além disso, Cotrim de Figueiredo quer saber “qual o caderno de encargos a que esse estudo ficará sujeito”, “quais os critérios de seleção da entidade adjudicatária”, quais os valores de adjudicação e ainda, qual a utilização que será dada às conclusões e se o executivo está “disponível para partilhar as conclusões do estudo com a Assembleia da República logo que as mesmas sejam conhecidas”.

A Carta de Direitos Fundamentais na Era Digital, que entra em vigor em julho, tem 21 artigos, e garante direitos como o “direito ao esquecimento”, o direito à protecção contra geolocalização abusiva ou ainda o direito de reunião, manifestação, associação e participação em ambiente digital.

Segundo noticiou o Público, a 31 de maio, os artigos criticados pela IL são os que prevêem que o Estado “apoia a criação de estruturas de verificação de factos por órgãos de comunicação social devidamente registados e incentiva a atribuição de selos de qualidade por entidades fidedignas dotadas do estatuto de utilidade pública”.

Para o deputado único da IL, Cotrim Figueiredo, é “inaceitável ser o Estado a dotar de selos de qualidade estruturas de verificação de factos”.

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more