• Ter. Dez 6th, 2022

O partido Chega defende regresso às escolas “o mais breve possível”

andre-ventura-belem
Share This !

André Ventura desafiou o Governo, especificamente o ministro da Educação, a promover o regresso de crianças e jovens às escolas para ensino presencial “o mais breve possível”.

“O Chega insta o Governo a planear o regresso às aulas presenciais o mais breve possível e, para isso, deverá garantir que as escolas têm funcionários e professores em número suficiente para que se possa reduzir o número de alunos por turma, como forma de garantir o distanciamento entre alunos e professores no decorrer das aulas”, lê-se num comunicado de André Ventura.

O partido de Direita parlamentar defende ainda “uma maior rotatividade de horários para que a movimentação de alunos nos transportes públicos não coincida com a dos restantes trabalhadores”.

“Nem todos os alunos” têm “condições familiares para prosseguirem os estudos via ‘on-line’: nem todos têm computadores e o Governo tem-se atrasado na entrega dos mesmos, nem todas as famílias têm acesso à internet, nem todas as crianças e jovens vivem num contexto familiar propício a uma boa aprendizagem e muitas crianças precisam das escolas para terem acesso a, pelo menos, uma refeição completa diária”, alertou Ventura.

Para o líder do Chega, “a saúde mental das crianças e dos jovens estudantes não deve ser desvalorizada” e “a pandemia tornou-os mais dependentes das tecnologias e retirou-lhes a socialização com os seus pares, ao mesmo tempo que os impediu, e continua a impedir, de praticar atividade física”.

“São mais de 1,2 milhões de alunos que estão novamente obrigados a aprender através de um computador o que, não só dificulta a aprendizagem dos discentes, como dificulta o processo de ensino dos docentes e, tão ou mais grave, interfere com o normal desenvolvimento social dos alunos”, lê-se ainda.

Em virtude da atual pandemia de covid-19, os alunos do 1.º ao 12.º ano retomaram hoje as atividades letivas, mas longe das escolas, regressando das férias antecipadas para o já conhecido ensino a distância que marcou o final do ano letivo passado. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more