• Seg. Mai 16th, 2022

O partido PSD pede “plano de emergência” para responder aos doentes não Covid

partido-psd

O PSD pediu ao Governo e às autoridades de saúde que apresentem um “plano de emergência” para responder aos doentes não covid, que diz serem “a vasta maioria” e não estarem a ter uma resposta adequada.

Em declarações aos jornalistas no parlamento, depois de ter assistido por videoconferência à reunião com especialistas e políticos no Infarmed, o deputado do PSD Ricardo Baptista Leite saudou como “muito positivo” que continue a ser demonstrado que “a vacinação funciona”.

“Por isso, apesar de haver um grande número de casos de covid-19, isso não se traduz no aumento de internamentos, de casos graves e de mortes”, realçou.

No entanto, para os sociais-democratas, o mais importante “foi o que não se falou” na reunião do Infarmed.

“Os doentes com outras doenças, que constituem a vasta maioria dos portugueses, e que precisam de cuidados de saúde com urgência e estão a ter dificuldades em ter acesso a esses cuidados”, defendeu.

O ‘vice’ da bancada social-democrata e médico alertou que os centros de saúde têm menos médicos e menos enfermeiros que “estão a ser desviados para os centros de vacinação”.

“É preciso acelerar a vacinação, mas encontrando outros mecanismos para o fazer, sem roubar profissionais de saúde ao SNS. Os médicos de família não podem continuar a ser sobrecarregados com o rastreamento de casos de covid-19, que é uma medida inútil neste momento quando se pode chegar a cem mil casos por dia”, considerou.

Ricardo Baptista Leite deixou um pedido ao Governo e às autoridades de saúde.

“Vamos ser pragmáticos, gerir os parcos recursos que temos para ajudar as pessoas com cancros, com doenças cardíacas, respiratórias e autoimunes”, defendeu.

No combate à covid-19, o deputado apelou ao uso dos instrumentos já disponíveis, como as máscaras, a testagem e a vacinação, para garantir que “a sociedade possa continuar a funcionar e que os vários setores da economia possam aos poucos possam regressar à normalidade”.

“O PSD deixa este apelo para que o Ministério da Saúde, as autoridades de saúde, apresentem um plano de emergência para responder aos doentes não covid-19, que são a vasta maioria e precisam de uma resposta”, afirmou. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Funcionários da ONU instam Guterres a ter “presença” na guerra
Guterres

Os antigos funcionários, incluindo muitos antigos subsecretários da ONU, exortaram-no a estar preparado para assumir riscos para garantir a paz. Um grupo de mais de 200 antigos altos funcionários da Read more

Marcelo diz que Orçamento do Estado é para quatro anos e implica “sacrifícios”
Marcelo-Rebelo-de-Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, frisou que o Orçamento do Estado (OE) para 2022 foi concebido para um "horizonte de quatro anos e meio" e reconheceu que Read more

Iniciativa Liberal acusa PS de incompetência, negação da realidade e imobilismo
Iniciativa-Liberal

O líder parlamentar da Iniciativa Liberal (IL) acusou o PS de incompetência, negação da realidade, imobilismo e estatismo, considerando que o Programa do Governo nega os impactos da pandemia e Read more

Partido Chega vai apresentar moção de rejeição ao programa do Governo
Partido-Chega

O Chega vai apresentar uma moção de rejeição ao programa do Governo por considerar que o documento do executivo é "propaganda eleitoral" e o "mais vago dos últimos 25 anos", Read more

Show Buttons
Hide Buttons