• Sex. Dez 2nd, 2022

OE2022. PSD (Montenegro) diz que orçamento é de “empobrecimento e austeridade”

luis-montenegro
Share This !

O candidato à liderança do PSD Luís Montenegro acusou hoje o Governo de ter produzido uma proposta de Orçamento do Estado de “austeridade e empobrecimento”, e de se viver um ambiente que parece de “fim de ciclo”.

Num curto vídeo divulgado nas suas redes sociais a poucas horas da discussão do documento na generalidade, Luís Montenegro defendeu que a proposta orçamental do Governo “não traz esperança no horizonte, pelo contrário”.

“Este é um orçamento de empobrecimento, o Estado vai cobrar mais impostos, vai retirar mais recursos às pessoas, às famílias, às instituições e às empresas”, criticou.

O candidato à liderança do PSD apontou que, “ao mesmo tempo, os salários pouco ou nada mudam”, acusando o PS de, passados seis anos de governação, “pensar que os problemas se resolvem apenas com o passar do tempo”.

“Hoje temos uma sensação estranha: estamos no início de uma legislatura e parece que já estamos em fim de ciclo, temos um Governo de braços caídos a contemplar a crise e é com um Orçamento de austeridade, de empobrecimento, e com um governo imobilista que nós estamos a ir cada vez mais para a cauda da Europa. O Governo está a conduzir Portugal para a cauda da Europa”, acusou.

Pelas 15:00, o primeiro-ministro abre o debate parlamentar da proposta de Orçamento para 2022, em que a principal questão política relaciona-se com a amplitude das mudanças que a maioria absoluta socialista está disponível para introduzir na especialidade.

Ao contrário do que aconteceu nos anteriores sete orçamentos que António Costa apresentou na generalidade perante a Assembleia da República — o último, em outubro passado, foi rejeitado e abriu uma crise política -, desta vez, em consequência da vitória do PS com maioria absoluta nas eleições de 30 de janeiro, está praticamente assegurada a aprovação da proposta do Governo em votação final global no dia 27 de maio.

A equipa das Finanças, liderada por Fernando Medina, prevê uma redução da dívida pública para 120,7% do Produto Interno Bruto (PIB) face aos 127,4% registados em 2021 e uma descida do défice orçamental para 1,9% do PIB, uma revisão em baixa face aos 3,2% previstos em outubro.

A proposta orçamental mantém a estimativa de taxa de desemprego de 6% para este ano e que significou uma revisão em baixa face aos 6,5% previstos em outubro. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more