• Sáb. Nov 27th, 2021

“Os negacionistas esbarraram numa população que acredita nas vacinas”

Miguel-Sousa-Tavares

O escritor Miguel Sousa Tavares realçou o sucesso do plano de vacinação em Portugal.

Miguel Sousa Tavares analisou, no seu espaço de comentário habitual na TVI24, do plano de vacinação português, depois de o site ‘Our World in Data’ ter revelado que o nosso país é dos que tem a maior percentagem da população totalmente inoculada.

Para o comentador, o sucesso do plano deve-se a vários fatores. Alguns dos quais com várias décadas.

“Isto não aconteceu por acaso. É o resultado de uma estrutura de tradição que nós temos a funcionar em pleno há mais de 35 anos. Começou com a doenças como a poliomielite. Deve-se muito ao esforço de entidades como a Fundação Gulbenkian, que na altura financiou esse programa, à Direção-Geral da Saúde (DGS), que tem um historial de vacinação”.

“Portugal é um país que sempre vacinou muito“, começou por salientar.

Além disso, defendeu Sousa Tavares, “a população sempre acreditou nas vacinas e, portanto, o processo da Covid-19 não encontrou um país despreparado para isso. Encontrou matéria fértil”, recordando que, “felizmente, nós não temos mais do que 2 ou 3% de negacionistas em Portugal”.

Meetic

A mensagem dos negacionistas esbarrou contra uma população que, de facto, acredita nas vacinas, acredita na ciência e não na estupidez, ao contrário dos negacionistas, e encontrou na figura do vice-almirante e nas pessoas do Serviço Nacional da Saúde (SNS), que passaram o verão a trabalhar para levar avante este processo, entidades capazes de fazer com que, neste momento, nós sejamos o 10.º país do mundo com a vacinação completa e, se descontarmos pequenos países e pequenas ilhas, o 4.º entre os grandes países do mundo com o processo de vacinação completa”, vincou.

Antes de concluir o comentário ao tema, o também jornalista fez questão de parabenizar o trabalho das autoridades de saúde e da Task Force neste processo.

“Se pensarmos como isto tudo arrancou mal, com aqueles grupos corporativos a tentarem meter-se à frente e as batotas todas, é fantástico o esforço que foi feito desde então. Estamos todos de parabéns porque, por uma vez, houve um programa que foi planeado por um período e está a chegar ao fim”, terminou. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
As vacinas e as eleições deixarão Portugal “ingovernável”
Jose-Miguel-Judice

José Miguel Júdice disse que o país está a ficar "ingovernável", na atual conjuntura. No espaço de comentário da SIC Notícias, 'As Causas', José Miguel Júdice falou sobre a administração Read more

Residentes no estrangeiro: só quatro vacinas aceites como prova para emigrantes entrarem em Portugal
vacinas-covid

Os portugueses residentes no estrangeiro que queiram entrar em Portugal apresentando prova de vacinação contra a covid-19, apenas o poderão fazer se tiverem recebido uma das quatro vacinas aprovadas pela Read more

Ordem dos Médicos defende idade como critério principal de vacinação contra a covid-19
Miguel-Guimaraes-Ordem-dos-medicos

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos (OM),  reiterou a necessidade de uma simplificação do plano nacional de vacinação contra a covid-19 e defendeu que a idade deve ser o Read more

O partido Chega exige responsabilidades ao Banco de Portugal na fuga de João Rendeiro
andre-ventura-belem

André Ventura, líder do partido Chega exigiu responsabilidades ao Banco de Portugal na fuga do banqueiro João Rendeiro para o estrangeiro e anunciou que irá apresentar um projeto de lei Read more

Show Buttons
Hide Buttons