• Seg. Set 21st, 2020

Paulo de Morais, o homem anti-corrupção que luta pela justiça

A Corrupção mata todos os regimes

A propósito das Comemorações do 25 de Abril: “Em 25 de Abril, os Capitães de Abril, definiam como uma das prioridades do novo regime “o combate eficaz à corrupção”.

Mas esta democracia incorre nos mesmos erros dos regimes anteriores: concede rendas milionárias em parcerias público-privadas, promove portas giratórias, assume prejuízos dos bancos, cujos administradores são políticos…

Este regime repete os erros dos anteriores, acabará da mesma forma. “Aqueles que não conseguem lembrar o passado estão condenados a repeti-lo”.”
(Paulo de Morais, 20 de abril)

Promiscuidade entre política e negócios

A Promiscuidade entre política e negócios, continua a ser a característica mais marcante do Parlamento português.

A maioria dos deputados tem ligações profissionais e empresariais que influenciam e contaminam a actividade parlamentar. Os conflitos de interesses são recorrentes e frequentes nas comissões parlamentares.
(Paulo de Morais, 19 de abril)

46 Anos Depois do 25 DE ABRIL

46 ANOS DEPOIS DO 25 DE ABRIL, HÁ INTOCÁVEIS como Ricardo Salgado. Salgado é um dos símbolos do Regime. Amigo de Marcelo, de António Costa, de Cavaco Silva, de Sócrates.

Esteve sempre ligado aos negócios mais obscuros e ilegais: intermediação na compra (corrupta) de submarinos aos alemães.

Tráfico de influências na privatização da EDP, destruição da Portugal Telecom, eventuais subornos a Sócrates e Vara, e tantos outros.

Salgado provocou a falência do BES, do BES Angola, do GES, da Rioforte, da PT.
Foi responsável pela desgraça de milhares de portugueses, que tinham as suas poupanças à guarda do BES, os Lesados do BES.

Muitos faliram, caíram em depressão. Houve até suicídios! Mas… o que lhe aconteceu até hoje? Nada!

Salgado dispõe do cartão “Você está livre da Prisão” – no verso do cartão está lista de políticos e jornalistas que foi subornando ao longo de décadas.

Em 2020, Portugal não é ainda um verdadeiro Estado de Direito! Porque há INTOCÁVEIS, porque um dos primeiros objectivos da Revolução de Abril, o combate à Corrupção, está por concretizar. Até quando?
(Paulo de Morais, 26 de abril)

Qualidade ZERO: CÉLINE ABECASSIS, mulher de Carlos Moedas

O mais poderoso Secretário de Estado de Passos Coelho – foi nomeada administradora dos CTT.

Foi Moedas o responsável pela coordenação do programa da Troika, no âmbito do qual interveio… na privatização dos CTT, então vendidos ao desbarato.

O Marido no Governo terá sido meio caminho andado para Céline chegar à Administração.

Mas agora os resultados estão à vista! Em 2019, os CTT FALHARAM TODOS OS 24 INDICADORES de QUALIDADE de serviço definidos pela entidade reguladora do sector.
A qualidade ficou reservada apenas para o nível de vida de Céline e Moedas.
(Paulo de Morais, 23 de abril)

Aqueles que, nos últimos 30 anos, enriqueceram de forma obscena

Foto Mota-Engil é de Estela Silva, Lusa. Edição PG.
Aqueles que, nos últimos trinta anos, à custa de mecanismos de corrupção e tráfico de influênciasà custa de mecanismos de corrupção e tráfico de influências, enriqueceram de forma obscena – poderiam agora, neste tempo de pandemia, mandar oferecer hospitais ou alas de hospitais, equipamentos, ventiladores, máscaras ou outros.

Seria uma forma de devolverem parte da riqueza que extorquiram à Comunidade.

Façam-no, não por uma questão de consciência (porque já se viu que não têm consciência), mas, pelo menos, tentem reabilitar um pouco a vossa imagem.
(Paulo de Morais, 11 de abril)

A TAP em crise profunda

A TAP está em crise profunda, como todo o sector de aviação comercial. Com MIGUEL FRASQUILHO como Presidente da Companhia, não tem qualquer hipótese de recuperação SÉRIA.

Frasquilho foi vice-presidente da Comissão Parlamentar que ajudou a branquear o processo de privatização da EDP, então vendida aos chineses. Ao mesmo tempo, trabalhava no Grupo Espírito Santo, que assessorava os chineses no processo… de aquisição da EDP.

Foi premiado com o cargo de Presidente da AICEP onde promoveu investimentos na China… do Grupo Espírito Santo. Sabe-se que os seus familiares receberam dinheiro do “Saco Azul” do Grupo Espírito Santo.

Foi acusado? Julgado? Não! Este social-democrata foi depois nomeado, pelo governo, para chairman da TAP. Pode-se confiar em alguém assim para, com seriedade, salvar a TAP?
(Paulo de Morais, 16 de abril)

A BRISA (auto-estradas) insiste em pedir uma indemnização ao Estado

A Brisa insiste em pedir uma indemnização face ao decréscimo nos níveis de tráfego” nas auto-estradas, por força da Pandemia Covid.

A mesma BRISA a quem o Fisco perdoou, em 2017, 125 MILHÕES DE EUROS em dívidas. À época, o Presidente da Assembleia Geral era ANTÓNIO VITORINO (na foto).

Esta insólita decisão do perdão foi tomada pela Unidade dos Grandes Contribuintes, apesar de esta Unidade ter recebido pareceres internos que apontavam em sentido diferente.
Senhores da BRISA, PAGUEM O QUE FICARAM A DEVER e depois falamos!
(Paulo de Morais, 21 de abril)

Sobre Paulo de Morais

Paulo de MoraisPaulo de Morais : Foi co-fundador e vice-presidente da Direção – Transparência e Integridade Associação CívicaTransparência e Integridade Associação Cívica (TIAC), capítulo nacional da Transparency International. Pediu a suspensão do mandato de vice-presidente da TIAC para se candidatar à presidência da República.

Tem fortemente denunciado, em diversos meios de comunicação social, a corrupção e a promiscuidade entre os poderes políticos e os poderes económicos, e a inconstitucionalidade preconizada por alguns escritórios de advogados, ao serem redatores das leis nacionais, e ao mesmo tempo representantes nos meios judiciais de entidades que se deparam com essas mesmas leis.

Foi candidato independente às eleições presidenciais de 2016, tendo angariado mais de 100.000 votos. Colocou na agenda das presidenciais o tema da corrupção e da violação dos princípios constitucionais.

Também foi candidato a eurodeputado nas eleições europeias de 2019 pelo partido “Nós, Cidadãos!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Show Buttons
Hide Buttons