PSD: Rui Rio com 49,44% e Montenegro com 41,26% disputam segunda volta

Rui Rio foi o mais votado nas eleições para a liderança do PSD, com 49,44%, e vai disputar uma segunda volta com Luís Montenegro, que teve 41,26%, anunciou hoje o Conselho de Jurisdição Nacional dos sociais-democratas.

“O candidato Rui Rio obteve 15.301 votos, correspondentes a 49,44% dos votos expressos. O candidato Luís Montenegro obteve 12.767, correspondentes a 41,26%, e o candidato Miguel Pinto Luz obteve 2.878 votos, correspondentes a 9,3% dos votos expressos”, declarou o presidente do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, José Manuel Nunes Liberato.

Em conferência de imprensa, na sede nacional do PSD, em Lisboa, Nunes Liberato referiu que estes são “resultados provisórios”, mas que está por apurar “um número muito pequeno” de votos, que não quantificou.

Os estatutos do PSD estabelecem que, se nenhum dos candidatos à liderança do partido obtiver uma maioria absoluta dos votos validamente expressos, realiza-se uma segunda volta entre os dois mais votados, que está marcada para o próximo sábado, dia 18.

Segundo os resultados ainda provisórios divulgados pelo presidente do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, votaram nas eleições deste sábado 31.306 militantes, num universo de 40.604 inscritos, e registaram-se 219 votos em branco e 141 votos nulos.

A confirmarem-se estes resultados, com um total de 30.946 votos expressos, Rui Rio ficou a 173 votos da maioria absoluta com que evitaria disputar uma segunda volta.

Nunes Liberato disse que as urnas encerram à hora fixada, 20:00 de sábado, e que “os resultados das assembleias de voto que reportaram irregularidades não põem em causa nem a necessidade de uma segunda volta nem a ordenação dos candidatos”.



“Sendo assim, a segunda volta realizar-se-á no próximo dia 18 de janeiro, nos termos do regulamento, entre os dois candidatos Rui Rio e Luís Montenegro”, acrescentou o antigo chefe da Casa Civil do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.

Em nome do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, Nunes Liberato cumprimentou “os militantes que votaram nesta eleição, com grande participação, o pessoal que preparou todo o processo eleitoral, as pessoas que estiveram nas mesas a ajudar este processo democrático tão importante”.

Estavam em condições de votar nas diretas de hoje para eleger o presidente do PSD e os delegados ao 38.º Congresso do partido cerca de 40 mil militantes com quotas em dia nos termos de um novo regulamento em que os pagamentos por multibanco são feitos segundo uma referência individual enviada a cada um.

Anteriormente, a referência era o número de filiado antecedido de zeros, e nas eleições diretas de há dois anos o universo de inscritos foi de 70.692, mas acabaram por votar apenas 42.655, cerca de 60% do total.

Rui Rio venceu essas eleições diretas, realizadas no dia 13 de janeiro de 2018, com 22.728 votos, 54,15% do total, derrotando o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes, que depois se desfiliou do PSD e fundou o partido Aliança.

O 38.º Congresso do PSD, entre 07 e 09 de fevereiro, em Viana do Castelo, irá eleger os restantes membros da nova Comissão Política Nacional do PSD presidida por Rui Rio ou Luís Montenegro e os outros órgãos nacionais. (Ag.Lusa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Show Buttons
Hide Buttons