• Seg. Jan 25th, 2021

PSD vai propor redução do número de deputados e voto preferencial

Assembleia da Republica

O PSD propõe a mudança da lei eleitoral para reduzir o número de deputados e a introdução do voto preferencial, anunciou o vice-presidente da bancada social-democrata Luís Marques Guedes.

Estas alterações foram apresentadas em conferência de imprensa no parlamento e integram-se nas propostas do PSD no âmbito da Comissão Eventual para o Reforço da Transparência no Exercício de Funções Públicas.

O número de deputados defendido pelo PSD ainda não está definido mas Marques Guedes afirmou que, “sem se mexer na Constituição, o máximo que se pode avançar com a redução é ate 180”, sublinhando que os sociais-democratas têm defendido a necessidade de se fixar um número ímpar, para evitar empates.

“Essa é uma matéria que está a ser trabalhada com órgãos nacionais do PSD e será apresentada no decurso dos trabalhos da comissão”, afirmou, lembrando que no passado os sociais-democratas defenderam o número de 181 deputados.

Facebook Comments
Caso do “procurador” : PSD exige à ministra “consequências políticas”
Mónica-Quintela

O partido PSD levou novamente ao parlamento o caso da nomeação do procurador europeu, defendeu que a ministra da Justiça deve retirar "consequências políticas" e acusou Francisca Van Dunem e Read more

Meetic

Líder do PSD diz que Van Dunem está em colocar em causa dignidade política
rui-rio

"O empenho do Governo em defender o procurador José Guerra é maior do que o da própria ministra em defender a sua dignidade no exercício do cargo. Dá muito que Read more

Novo Banco: partido PSD quer ouvir no parlamento João Leão, Centeno e Lagarde
rui-rio

O PSD entregou uma lista de 76 entidades que quer ouvir no parlamento sobre o Novo Banco, entre elas o ministro das Finanças, João Leão, o ex-ministro Mário Centeno e Read more

Ex-primeiro-Ministro acusa Governo de “incompreensível inação” no Caso SEF
passos-coelho-21-12-2020

Pedro Passos Coelho (ex-primeiro-ministro) acusou o Governo de "incompreensível inação" e "fuga às responsabilidades" no caso do cidadão ucraniano morto nas instalações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), no Read more

Show Buttons
Hide Buttons