• Ter. Mai 11th, 2021

Saúde: Governo tem de “passar das palavras aos atos” diz a FESAP

FESAP-saude

O secretário-geral da Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP), José Abraão, disse à Lusa que o Governo tem de “passar definitivamente das palavras aos atos” na resolução dos problemas laborais do setor da Saúde.

É preciso, depois de terem considerado os trabalhadores da saúde, os profissionais da saúde, os verdadeiros heróis, passar definitivamente das palavras aos atos pela resolução dos problemas existentes”, defendeu José Abraão no final de uma reunião da FESAP com o secretário de Estado da Saúde, da qual resultou apenas a marcação de nova reunião para 2 de outubro.

José Abraão disse que foram expostas a António Lacerda Sales, “matérias de grande importância” para os trabalhadores como o cumprimento integral dos acordos coletivos de trabalho celebrados para os trabalhadores com Contrato Individual de Trabalho (CIT) dos hospitais EPE em 2018.

Como vai ser distribuído o prémio de desempenho aos profissionais do setor da saúde, que estiveram e estão na linha da frente no combate à pandemia de Covid-19, foi outras das questões levadas pela FESAP.

Foram ainda abordadas “questões relativas às ARS [Administrações Regionais de Saúde], em particular do Norte, em que há trabalhadores que deviam ter mudado de posição remuneratória em 2018 e estão à espera da avaliação de desempenho para poder mudar”, disse o dirigente sindical, esperando que alguns destes problemas possam eventualmente ser tratados por normas no Orçamento do Estado, que “está a ser construído”.

José Abraão disse que encontraram por parte do secretário de Estado da Saúde “a maior disponibilidade para a negociação”.

De acordo com o secretário-geral da FESAP, António Lacerda Sales comunicou que “este ano já foram admitidos 19.000 trabalhadores e que no período pandémico cerca 2.000 foram admitidos e que eventualmente podem passar para contratos permanentes”.

Apesar de considerar positiva a admissão destes trabalhadores, o dirigente sindical defendeu que “é preciso que se faça justiça”. (Ag.Lusa)

Facebook Comments
Comité de peritos da OMS discute sobre vacina da AstraZeneca
vaccin-AstraZeneca

Tedros Adhanom Ghebreyesu da OMS, referiu que, apesar de não haver uma ligação entre a vacina e os casos reportados, "constitui boa prática investigá-los". EMA já defendeu a segurança da Read more

Comissão Europeia: Há que trabalhar rápido se queremos um certificado de vacinação até ao verão
Von_der_Leyen

Covid-19: "Von der Leyen diz que os Estados-Membros da União Europeia vão ter de trabalhar rapidamente para afinar os seus sistemas de saúde e fronteiras se quiserem ter um certificado Read more

ONG acusa China de ocultar informação à OMS na recente missão a Wuhan
human_rights_watch

Covid-19: HRW acusa a China de ter ocultado informação à missão da OMS que se dirigiu a Wuhan. "A China claramente quer evitar ser acusada de ser o lugar onde Read more

Pfizer e BioNTech fornecem 200 milhões de doses adicionais à UE
Vacina-Pfizer-09-11-2020

Vacinas: "o número total de doses a serem entregues aos estados membros da UE até o final de 2021 é agora de 500 milhões". Informação foi revelada hoje em comunicado. Read more

Show Buttons
Hide Buttons