• Sex. Jan 27th, 2023

Saúde: Governo tem de “passar das palavras aos atos” diz a FESAP

FESAP-saude
Share This !

O secretário-geral da Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP), José Abraão, disse à Lusa que o Governo tem de “passar definitivamente das palavras aos atos” na resolução dos problemas laborais do setor da Saúde.

É preciso, depois de terem considerado os trabalhadores da saúde, os profissionais da saúde, os verdadeiros heróis, passar definitivamente das palavras aos atos pela resolução dos problemas existentes”, defendeu José Abraão no final de uma reunião da FESAP com o secretário de Estado da Saúde, da qual resultou apenas a marcação de nova reunião para 2 de outubro.

José Abraão disse que foram expostas a António Lacerda Sales, “matérias de grande importância” para os trabalhadores como o cumprimento integral dos acordos coletivos de trabalho celebrados para os trabalhadores com Contrato Individual de Trabalho (CIT) dos hospitais EPE em 2018.

Como vai ser distribuído o prémio de desempenho aos profissionais do setor da saúde, que estiveram e estão na linha da frente no combate à pandemia de Covid-19, foi outras das questões levadas pela FESAP.

Foram ainda abordadas “questões relativas às ARS [Administrações Regionais de Saúde], em particular do Norte, em que há trabalhadores que deviam ter mudado de posição remuneratória em 2018 e estão à espera da avaliação de desempenho para poder mudar”, disse o dirigente sindical, esperando que alguns destes problemas possam eventualmente ser tratados por normas no Orçamento do Estado, que “está a ser construído”.

José Abraão disse que encontraram por parte do secretário de Estado da Saúde “a maior disponibilidade para a negociação”.

De acordo com o secretário-geral da FESAP, António Lacerda Sales comunicou que “este ano já foram admitidos 19.000 trabalhadores e que no período pandémico cerca 2.000 foram admitidos e que eventualmente podem passar para contratos permanentes”.

Apesar de considerar positiva a admissão destes trabalhadores, o dirigente sindical defendeu que “é preciso que se faça justiça”. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Passos Coelho critica a troika
Pedro Passos Coelho

Pedro Passos Coelho insurgiu-se contra a manifestação pública de divergências entre as instituições da troika (FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu). Falando à margem de uma visita à Feira Read more

Falta de condições para pagar subsídios
passos coelho subsidios

O primeiro-ministro disse hoje que os subsídios de férias as trabalhadores da Função Pública não vão ser pagos este mês porque "não há ainda condições para que [esse pagamento] pudesse Read more

Fim do euro seria um erro dramático sublinhou Cavaco Silva
CAVACO SILVA

O Presidente da República, Cavaco Silva, defende numa entrevista ao programa da SIC Notícias "Europa XXI", emitido hoje, confiar "muito na sobrevivência do euro" e considerou que seria "um erro Read more

Durão Barroso não fez nada na Comissão Europeia diz Ministra francesa
Durão Barroso

A Ministra do Comércio Externo francês, Nicole Bricq, considera que José Manuel Durão Barroso "não fez nada durante o mandato", na polémica das últimas semanas entre Paris e o presidente Read more

Paulo Portas apresenta demissão do Governo
Paulo Portas

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. A decisão "é irrevogável", adianta o ministro de Read more

Governo de coalizão anuncia acordo para sair da crise
Governo de coalizão

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho conseguiu, nesta sexta-feira, um acordo com seu sócio de coalizão e ministro das Relações exteriores demissionário, Paulo Portas, cujos detalhes serão revelados mais tarde, Read more