Cavaco Silva segura Governo e Passos propõe aprofundar matérias de maior convergência

O Presidente da República anunciou na noite de domingo, numa comunicação ao país em que confirmou a continuação do executivo liderado por Pedro Passos Coelho, que o Governo PSD-CDS vai apresentar uma moção de confiança no Parlamento.

No final da intervenção, o Presidente da República avisou que, apesar do Governo se manter em plenitude de funções, “nunca abdicará de nenhum dos poderes que a Constituição lhe atribui”. “Quero afirmar aos portugueses que, se o atual Governo se mantém em plenitude de funções, o Presidente da República nunca abdicará de nenhum dos poderes que a Constituição lhe atribui”.

O primeiro-ministro apelou, esta segunda-feira, à união e propôs um aprofundar as matérias em relação às quais a maioria PSD/CDS-PP e o PS quase chegaram a um entendimento, num discurso em que também considerou necessário recuperar a confiança.

Pedro Passos Coelho assumiu estas posições numa sessão solene na Câmara Municipal de Vila de Rei, na qual lhe foram atribuídos a chave de ouro e um diploma de cidadão honorário deste município.

Depois de se referir ao falhanço no acordo de médio prazo entre os três maiores partidos proposto pelo Presidente da República, o primeiro-ministro defendeu: “Ainda não foi possível desta vez chegar a esse entendimento, mas houve coisas em que estivemos próximos de ter um entendimento. Pois, em torno dessas matérias, convém, agora, aprofundá-las”.

“Mesmo não tendo sido possível esse compromisso agora, o país precisa dessa união de todos. E o Governo irá procurá-la também”, acrescentou o chefe do executivo PSD/CDS-PP.

Depois desta sessão solene em Vila de Rei, o primeiro-ministro continuará no distrito de Castelo Branco, com visitas a três instituições que prestam apoio a pessoas com deficiência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.