Douro é o destino turístico mais procurado para a passagem de ano

O Douro é cada vez mais procurado para a passagem de ano e possui propostas que vão desde o “réveillon” em hotéis de luxo ou mais intimista em quintas aos cruzeiros pelo rio e festas de rua gratuitas.

“O Douro está a afirmar-se de ano para ano como um como um destino turístico para a passagem de ano”, afirmou hoje à agência Lusa José António Fernandes, presidente da Associação de Empresários de Hotelaria e Turismo do Douro (HTDouro).

O responsável garantiu que o Património Mundial da Humanidade é “cada vez mais procurado para a passagem de ano”, numa tendência que contraria a época baixa e de menor procura que se verifica no inverno.

O turismo no Douro é ainda um destino turístico muito sazonal, com uma época alta no verão que se prolonga até às vindimas mas, depois, esvazia-se novamente de visitantes.

“Não tenho dúvida de que as unidades vão estar cheias para esta passagem de ano”, referiu José António Fernandes.

Pelo território espalham-se cerca de 2.500 camas nas mais variadas unidades hoteleiras.

A oferta no Douro é variada, para todas as carteiras e idades e vai desde as viagens de duas a três noites nos cruzeiros que sobem o rio, aos hotéis de luxo que preparam jantares de gala, quintas com provas vínicas e festas mais intimistas e à lareira, animação de rua ou bares e discotecas com animação noturna.

“E há cada vez mais pessoas a quererem festejar a passagem de ano nestas pequenas unidades de enoturismo, com poucos quartos, em que se cria alguma intimidade entre os hóspedes e os proprietários e a festa é mais privada e familiar”, salientou.

Esta é, na sua opinião, uma oferta recente que está a atrair os visitantes.

No entanto, o responsável ressalvou que as unidades hoteleiras ainda estão a ultimar os pacotes para a passagem de ano e que as reservas são, em muitos casos, também feitas mais próximas do ‘réveillon’.

José António Fernandes disse ainda que o Douro não é só rio e vindima e possui muito para ver e saborear nesta época, como o património, a cultura, as vinhas pintadas de várias cores, a gastronomia regional e as provas de vinhos.

Já em Vila Real, a festa de passagem de ano regressa à rua, numa organização da autarquia local.

A festa decorrerá na praça do município, será animada com música, aquecida com uma fogueira, retoma a tradição do “Madeiro de Ano Novo”, e regada com espumante local. Haverá ainda fogo-de-artifício.

O município garantiu que não quer fazer concorrência à iniciativa privada, mas salientou que esta festa pretende também ser uma ajuda para as famílias que não têm dinheiro para gastar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.