• Sex. Dez 2nd, 2022

Inspetores da ASAE suspeitos de corrupção e proibidos de contactar entre si

ASAE
Share This !

Os inspetores da Autoridade para Segurança Alimentar e Económica (ASAE) detidos por suspeita do crime de corrupção passiva estão proibidos de contactar com colegas e de frequentar estabelecimentos comerciais sob investigação.

Segundo uma nota divulgada na página da Internet, a Procuradoria-Distrital de Lisboa (PGDL) explica que na sequência das detenções efetuadas no decurso da Operação Iceberg, os cinco arguidos foram presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial.

“Estes arguidos, inspetores da ASAE – três no ativo e dois aposentados, encontram-se fortemente indiciados pela prática de crimes cometidos no exercício de funções públicas, designadamente, de corrupção passiva para ato ilícito“, é referido.

A PGDL esclarece que em causa está a “suspeita de transmissão de informações privilegiadas a proprietários e trabalhadores de estabelecimentos comerciais, designadamente de restauração, recebendo contrapartidas monetárias e outros tipos de gratificações“.

Após o interrogatório, um dos arguidos, detido no âmbito de um dos inquéritos em causa, foi suspenso do exercício de funções, proibido de contactar com colegas de trabalho da ASAE, com os donos e funcionários dos restaurantes e estabelecimentos aos quais realizou inspeções e ainda os frequentar.

No que respeita aos restantes quatro detidos, arguidos num outro inquérito, o tribunal decidiu sujeitar um deles à medida de coação de suspensão de funções e um outro de contactar com os demais arguidos e suspeitos e de frequentar os estabelecimentos comerciais sob investigação.

Os restantes dois detidos que estão aposentados ficaram sujeitos à proibição de contactos com os arguidos, os funcionários da ASAE e à proibição de frequentar os estabelecimentos identificados e as instalações da Autoridade.

“A investigação prossegue agora no sentido de apurar a dimensão cabal das situações de benefício ilícito e das respetivas contrapartidas desta prática criminosa e, bem assim, da existência de outros comparticipantes”, segundo a PGDL.

Um comunicado conjunto do Ministério Público e da PJ referia que além das detenções, a operação policial – denominada Iceberg – visou cumprir sete mandados de busca, de que resultou a recolha de “vastos elementos probatórios relacionados com a prática criminosa sob investigação”.

“Está em causa a suspeita de transmissão de informações privilegiadas a proprietários e trabalhadores de estabelecimentos comerciais, designadamente de restauração, recebendo contrapartidas monetárias e outros tipos de gratificações”, referia o comunicado, adiantando que a operação foi executada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, no âmbito de dois inquéritos dirigidos pelo Departamento de Investigação e Ação penal (DIAP) Regional de Lisboa.

A ação policial desenrolou-se em Lisboa, Vila Franca de Xira, Amadora, Cacém e Fernão Ferro, no concelho do Seixal, e contou com a participação de cerca de 40 inspetores e peritos da Polícia Judiciária. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7%
IEFP

O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7% em termos homólogos, com mais 61.893 inscritos nos centros de emprego, recuando 3,5% face a Abril, segundo a informação mensal do Read more

Milhares de professores em manifestação e promessa de grande greve
manif professores

Estão revoltados e tristes. Contestam medidas concretas que o Governo quer impor, como a mobilidade especial ou o aumento do horário de trabalho. E sentem que a sua profissão está Read more

População residente em Portugal perde 55 mil residentes
População portuguesa

A população residente em Portugal manteve em 2012 a tendência de queda, com menos 55 mil pessoas que no ano anterior, observando-se menos nascimentos, mais mortes e mais emigração, segundo Read more

Relatório das PPP defende que os ex-governantes devem ser responsabilizados
relatorio das ppp

Entre os ex-governantes citados constam os nomes dos ex-ministros Teixeira dos Santos, Mário Lino e António Mendonça e do próprio José Sócrates O relatório final da comissão de inquérito às Read more

A Universidade de Coimbra é considerada património mundial
Coimbra

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura reconheceu, a Universidade de Coimbra, como Património Mundial da Humanidade. Numa nota citada pela Agência Lusa, o Read more

Forte adesão à greve geral no setor privado
Greve 27 06 2013

O setor privado têm aderido em força à greve geral que está a ser realizada hoje, segundo a CGTP. A central sindical revelou hoje em comunicado que os primeiros turnos Read more