• Ter. Mai 11th, 2021

Os Portugueses merecem uma visão mais clara para o futuro do país!

divida-publica

(Atualização 12/01/2020) A possibilidade de um déficit orçamental de 0% em Portugal “brilha” tanto que parece “esperança” para Europa, levando o Financial Times a pensar, a 26 de agosto de 2019, que havia “medidas robustas” tomadas pelo atual governo em Lisboa.

O Financial Times não se deve deixar enganar duas vezes : Já elogiou uma vez o antigo Primeiro Ministro José Sócrates em 2007, sendo António Costa nessa altura o seu ministro da administração Interna, por déficit baixo, assumindo que “reformas” estariam a ser feitas.

As reformas só foram eventualmente implementadas pela troika europeia na bancarrota de 2011.
O sofrimento Português foi recompensado: os indicadores económicos tornaram-se positivos em 2015, os vícios pareciam desaparecidos e as reformas sustentáveis.

Regressou então o Sr. Antonio Costa que, apesar de perder eleições para o governo que dirigiu as reformas, tornou-se primeiro ministro fazendo uma purga dos reformistas no seu Partido Socialista.

Ele trouxe para o governo os colegas do sr. José Sócrates, acusado de corrupção mas que nega as acusações, mais os esposos e filhos deles.

Esse clã de políticos vai minando as reformas e revertendo para um ambiente de negócios do costume; minou reformas da troika que exigiam qualificações e escrutínio nas nomeações feitas pelo governo.
Os sem qualificações passaram a mascarar-se como “gestores industriais”.

A incompetência mostra-se nos resultados: Em 2017 a área florestal ardida em Portugal foi maior que o resto da Europa toda combinada e 114 pessoas morreram.

A dívida Pública – 252 mil milhões de euros a Maio de 2019, ainda a terceira pior da União Europeia apesar do poucochinho melhoramento se medida em percentagem do PIB – e a carga fiscal estão nos valores mais altos de sempre, com os impostos a aumentar (de 39 mil milhões de euros em 2015 para 44 mil milhões de euros em 2018) mais que os míseros salários.

De acordo com o Eurostat, desde 2018, Eslovacos, Estónios e Lituânios têm mais poder de compra que os Portugueses, enquanto em Portugal o poder de compra está a declinar aproximando-se do pior da UE.

O crescimento projetado para 2019 é de 1.7% do produto interno bruto. Em 2018 o crescimento foi metade de alguns dos países dos Balcãs e do Báltico.

Na Eurostat, Portugal é na UE o segundo país menos atrativo para imigrantes, pior que a Polónia ou Roménia.

A alta emigração disfarça os números do desemprego.

Para além de melhorias passageiras, dívida comprada pelo Banco Central Europeu, preço das casas e aumento de turismo temporariamente desviado do norte de África, o governo não tem nenhuma visão nem reformas para evitar o declínio.

No entanto, alguns são iludidos pela possibilidade de um déficit de 0 por cento, obtida à custa de um investimento público negativo de 1.2% do PIB em 2016 (e ainda no fundo da União Europeia), segundo o FMI, pondo em perigo as finanças do país a longo prazo, a segurança das infraestruturas e a saúde pública.

Nós, o esforçado povo Português, exigimos que sejam responsabilizados tais políticos ilusionistas que andam a esbanjar as riquezas do nosso país.

No total, o endividamento da economia portuguesa situa-se em 730 mil milhões de euros.

(Pedro Caetano – FT)

Advertisement – Anuncios



Criação de Sites

Facebook Comments
“A visão política de José Sócrates era de não combater à corrupção”, disse João Cravinho
operação marques

João Cravinho disse considerar haver "comportamentos absolutamente inadmissíveis para qualquer cidadão decente" na Operação Marquês. Em 2006, João Cravinho criou um Plano Anticorrupção que terminou travado pelo PS, foi o Read more

Julgamento de Ricardo Salgado será presidido por juiz Francisco Henriques
Ricardo_Salgado

Operação Marquês: o ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, pronunciado na instrução da Operação Marquês por três crimes de abuso de confiança, vai ser julgado por um coletivo de juízes encabeçado Read more

Operação Marquês: “É um sistema doente e Não podemos continuar assim”
carlos_moedas

Foi dado "como comprovado" que José Sócrates "é corrupto", no âmbito do processo da Operação Marquês, disse Carlos Moedas. Carlos Moedas deixou, severas críticas à decisão instrutória do processo da Read more

Operação Marquês: ex-primeiro ministro (socialista) José Sócrates acusado de 31 dos 189 crimes
o-socrates

José Sócrates está acusado desde 2017, na operação Marquês, de 31 crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal, num processo com 28 arguidos e Read more

Show Buttons
Hide Buttons