• Sex. Dez 2nd, 2022

Portugueses já gastaram 13 mil milhões EUR para ajudar bancos

swaps
Share This !

O auxílio público ao sector financeiro, desde 2007, equivale a 7,3% do PIB e a um ano de cobrança de IVA. Os portugueses gastaram 13 mil milhões de euros para ajudar bancos. Os contribuintes portugueses podem perder, na pior das hipóteses, 2500 milhões de euros no resgate ao Banif.

O Banco de Portugal e a Comissão Europeia não excluem esse cenário.

Os 489 milhões de euros emprestados ao Fundo de Resolução aparentam estar controlados pelos bancos nacionais, mas para já também não há certezas da segurança do mesmo.

Resumindo, 84% da exposição total ao banco madeirense (três mil milhões de euros) é arriscada e poderá ficar no défice e na dívida de forma permanente. Somando os 10 mil milhões em ajudas ao sector financeiro entre 2007 e 2014 (BPN, BES, etc.), o país tem agora empatados 13 mil milhões de euros nos bancos, o equivalente a um ano completo de receita do IVA.

Online Website Builder

A venda do Banif aconteceu no último minuto e o Santander, o único comprador com capacidade para avançar, impôs condições duras para aceitar ficar com parte do banco: deu 150 milhões de euros pelo negócio, ficando ainda com determinadas responsabilidades, nomeadamente os créditos imobiliários de risco.

Já o Estado avançou com a avultada quantia de 745 milhões para quem vai ficar a gerir os activos, inclusive o próprio comprador.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou na segunda-feira que depois de um negócio que se deixou arrastar, acabando por “aumentas os custos finais”, “a minimização do custo depende muito da forma como se vai operar”.

Com tudo isto, o défice público sobe cerca de 4% do PIB, que se traduz num aumento de 2255 milhões de euros em despesa, sendo que o limite do acordo orçamental europeu é de 3%.

Segundo Bruxelas, que aprovou a solução final, “as autoridades portuguesas notificaram a Comissão dos planos de concessão de 2255 milhões de euros em medidas de auxílio destinadas apoiar a venda de activos e passivos do Banif ao comprador”.

A dívida pública está avaliada em 130% do PIB, afirmando-se como uma das maiores da Europa e rompendo com as regras do novo tratado Europeu. O certo é que se a dívida subir, como está previsto, os portugueses vão pagar mais juros nos anos que se avizinham.

As Finanças enviaram, na segunda-feira, uma proposta de Orçamento Rectificativo para 2015, onde pedem a autorização de financiamento, com mais dívida, ao Parlamento. A decisão será tomada esta terça-feira. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7%
IEFP

O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7% em termos homólogos, com mais 61.893 inscritos nos centros de emprego, recuando 3,5% face a Abril, segundo a informação mensal do Read more

Milhares de professores em manifestação e promessa de grande greve
manif professores

Estão revoltados e tristes. Contestam medidas concretas que o Governo quer impor, como a mobilidade especial ou o aumento do horário de trabalho. E sentem que a sua profissão está Read more

População residente em Portugal perde 55 mil residentes
População portuguesa

A população residente em Portugal manteve em 2012 a tendência de queda, com menos 55 mil pessoas que no ano anterior, observando-se menos nascimentos, mais mortes e mais emigração, segundo Read more

Relatório das PPP defende que os ex-governantes devem ser responsabilizados
relatorio das ppp

Entre os ex-governantes citados constam os nomes dos ex-ministros Teixeira dos Santos, Mário Lino e António Mendonça e do próprio José Sócrates O relatório final da comissão de inquérito às Read more

A Universidade de Coimbra é considerada património mundial
Coimbra

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura reconheceu, a Universidade de Coimbra, como Património Mundial da Humanidade. Numa nota citada pela Agência Lusa, o Read more

Forte adesão à greve geral no setor privado
Greve 27 06 2013

O setor privado têm aderido em força à greve geral que está a ser realizada hoje, segundo a CGTP. A central sindical revelou hoje em comunicado que os primeiros turnos Read more