• Seg. Fev 26th, 2024

Um pouco de Historia : o que fizeram em nome da “liberdade” e dos elementos das FP-25

Share This !

Em nome da “liberdade” os elementos das FP-25 pilharam, expropriaram e assassinaram! Não passaram de uma organização ilegal terrorista!

Os Portugueses não esquecem, nem deixará que se esqueça, as atrocidades que estes terroristas cometeram…

O que dizer deste “homem” com as mãos sujas de sangue ?
“Depois criou uma organização terrorista e matou 17”

“A organização FP25 foi condenada por terrorismo. O capitão foi condenado a 15 anos de prisão por crimes de terrorismo e assalto a bancos.

Qual é a sua análise ?

Sou muito contra a escumalha da esquerda fofa sem memória da vida”.

Meetic

Grande herói ?
(Autor : Antonio Antunes)
———————————

Não esquecemos o papel de Otelo no 25 de Abril, mas também não esquecemos o Terror que tentou instituir em Portugal, desde os mandados de captura em branco no PREC, aos atentados e mortes das FP25.

É por isso devida uma palavra às vítimas de Otelo e às suas famílias – o Estado falhou com elas por cobardia e pela tradicional inimputabilidade dos poderosos.

O CDS, Chega e IL … não esquecem e nunca esqueceram as vítimas do terrorismo de Otelo.

Porque o CDS – PP é um Partido Democrata Cristão, do mesmo modo que rejeita o branqueamento do Terror de que ele nunca se arrependeu, apresenta as condolências à sua família.
(Francisco Rodrigues Dos Santos)
——————————————
Crimes do Otelo Saraiva de Carvalho :

-Maio 1980, atentado bombista contra administrador fabril.
– Maio 1980, morte de um militar da GNR
– Outubro 1980, morte de um cliente de um banco durante um assalto.
– Novembro 1980, ferimentos graves em agentes da PSP e civis após ataque com granada.
– Fevereiro 1981, Um ferido civil em atentado bombista num banco.
– Março 1981, civil baleado fica paraplégico.

– Março 1981, administrador empresarial baleado na pernas.
– Abril 1981, civil baleado nas pernas.
– Maio 1981, disparos de rocket contra alvo civil.
– Junho 1981, troca de tiros com a PSP.
– Junho 1981, administrador empresarial baleado nas pernas.
– Agosto 1981, administrador empresarial e motorista baleados gravemente.
– Setembro 1981, atentado à bomba em Felgueiras.

– Outubro 1981, morte de dois militares da GNR num atentado com carro armadilhado.
– Outubro de 1981, assassinado um cliente de um banco durante o assalto.
– Outubro 1981, administrador empresarial baleado nas pernas.
– Dezembro 1981, atentado bombista contra 3 postos da GNR.
– Janeiro 1982, atentado bombista contra posto da GNR.

– Janeiro 1982, atentado bombista contra residência de um industrial.
– Abril 1982, atentado bombista contra residências de dois industriais.
– Junho 1982, atentado com armas de fogo contra dirigentes de cooperativa.
– Agosto 1982, atentado com carro armadilhado.
– Agosto 1982, atentado com explosivos contra companhias aéreas.
– Dezembro 1982, assassinato de um empresário.

– Fevereiro 1983, tiroteio com PSP, agente da PSP ferido.
– Março 1983, Guarda Fiscal e Segurança gravemente feridos num assalto.
– Novembro 1983, atentado bombista contra posto da GNR.
– Novembro 1983, dois atentados bombistas provocam ferimentos num civil.
– Novembro 1983, atentado bombista contra empresário.
– Novembro 1983, funcionário de uma empresa ferido, com lesões permanentes, durante assalto.
– Dezembro 1982, atentado bombista contra agência bancária.
– Dezembro 1983, criança de 12 anos ferida em consequência de vários rebentaments de explosivos.

– Dezembro 1983, atentado bombista contra empresário.
– Janeiro 1984, atentado bombista contra administradores empresariais.
– Janeiro 1984, atentado com armas de fogo e cocktail molotov contra residência de administrador empresarial.
– Janeiro 1984, dois feridos, um fica tetraplegico, em assalto a carrinha de valores.
– Fevereiro 1984, atentado bombista contra empresários.
– Abril 1984, atentado bombista contra chefe das Finanças.
– Abril 1984, morte de bebé de 4 meses e da avó em atentado bombista contra agricultor.

– Maio 1984, atentado mortal contra administrador empresarial.
– Junho 1984, ferimentos graves em administrador empresarial em atentado com armas de fogo.
– Julho 1984, empresário ferido com gravidade em atentado com arma de fogo.
– Julho 1984, atentado com arma de fogo automática contra posto da GNR.
– Agosto 1984, atentado à bomba contra empresa.
– Setembro 1984, atentado com granada contra penitenciária.
– Setembro 1984, atentado bombista contra agricultores.
– Janeiro 1985, atentado bombista contra navios NATO.
– Janeiro 1985, atentado bombista contra agricultor.

– Fevereiro 1985, atentado bombista contra militares alemães em Beja.
– Março 1985, assassinato com armas de fogo de empresário.
– Julho 1985, assassinato de un arrependido.
– Dezembro 1985, atentado bombista contra objectivo militar em Oeiras.
– Fevereiro 1986, assassinato a tiro do Director Geral dos Serviços Prisionais.
– Abril 1986, ataque com arma de fogo contra esquadra da PSP, um agente ferido.
– Setembro 1986, atentado bombista contra empreendimento turístico.
– Agosto 1987, morte de agente da PSP por arma de fogo.
– etc.
(Joao Miguel)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7%

O número de desempregados registado em Maio aumentou 9,7% em termos homólogos, com mais 61.893 inscritos nos centros de emprego, recuando 3,5% face a Abril, segundo a informação mensal do Read more

Milhares de professores em manifestação e promessa de grande greve

Estão revoltados e tristes. Contestam medidas concretas que o Governo quer impor, como a mobilidade especial ou o aumento do horário de trabalho. E sentem que a sua profissão está Read more

População residente em Portugal perde 55 mil residentes

A população residente em Portugal manteve em 2012 a tendência de queda, com menos 55 mil pessoas que no ano anterior, observando-se menos nascimentos, mais mortes e mais emigração, segundo Read more

Relatório das PPP defende que os ex-governantes devem ser responsabilizados

Entre os ex-governantes citados constam os nomes dos ex-ministros Teixeira dos Santos, Mário Lino e António Mendonça e do próprio José Sócrates O relatório final da comissão de inquérito às Read more

A Universidade de Coimbra é considerada património mundial

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura reconheceu, a Universidade de Coimbra, como Património Mundial da Humanidade. Numa nota citada pela Agência Lusa, o Read more

Forte adesão à greve geral no setor privado

O setor privado têm aderido em força à greve geral que está a ser realizada hoje, segundo a CGTP. A central sindical revelou hoje em comunicado que os primeiros turnos Read more

Show Buttons
Hide Buttons