• Seg. Jan 24th, 2022

Estudo indica que obesidade abdominal provoca disfunção eréctil

ByTeam

Nov 1, 2013
obesidade-gordura

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), mostra que o índice de gordura acumulada na zona abdominal “pode servir de indicador de disfunção eréctil”, recente trabalho da equipa de investigação de Urologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).

Este estudo, tendo sido publicado na revista científica “Aging Male”, revelou que “o índice de obesidade central tem potencial para prognosticar alterações na circulação sanguínea do pénis, isolado ou incorporado nas mais comuns definições da Síndrome Metabólica”.

Com uma “prevalência global de cerca de 13% em Portugal”, a disfunção eréctil pode atingir os homens de qualquer idade, embora seja mais frequente com o avançar da idade.

Este trabalho foi realizado pelo investigador Hugo Carvalho e liderado pelo urologista Nuno Tomada. Contou com a colaboração de dois outros investigadores, Inês Campos Correia e Francisco Correia.

Meetic

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Coronavirus : estudo revela agravamento de sintomas de depressão e ansiedade
depressao-ansiedade

Covid: a investigação faz parte do projeto de doutoramento de Ana Sofia Aguiar, que recebeu financiamento da Fundação para a Ciência e Tecnologia e do Programa Fundo Social Europeu. Um Read more

Queda nas taxas de fertilidade estará relacionada com a poluição ?
poluicao-combustiveis

A queda nas taxas de fertilidade pode estar ligada à poluição de combustíveis fósseis, conclui uma revisão feita a vários estudos na Dinamarca. Cientistas dinamarqueses acreditam que a redução das Read more

Quantas vezes por semana deve tomar banho ?
tomar-banho

Estudo de Harvard : Há quem adore tomar um bom banho sempre que pode - duas ou três vezes por dia - e outros que encaram este hábito de higiene Read more

Covid-19: Vacinas para crianças dos 5 aos 11 anos chegam a partir de 20 de dezembro
Vacinas-criancas

As vacinas contra a covid-19 para crianças entre cinco e 11 anos, caso a inoculação venha a ter o aval da comissão técnica de vacinação, chegam a Portugal a partir Read more

Show Buttons
Hide Buttons