• Sex. Set 24th, 2021

“A pandemia é a verdadeira assassina e o obscurantismo pode ajudá-la”

almirante-Gouveia-Melo

O vice-almirante Gouveia e Melo foi recebido entre insultos e vaiado por um grupo de manifestantes anti-vacinação, no centro de vacinação de Odivelas, ao final da noite deste sábado.

Entre os apupos, ouviu-se a palavra “assassino”. Em reação, o responsável pela Task Force que coordena o plano de vacinação contra a Covid-19 respondeu: “O negacionismo e o obscurantismo é que são os verdadeiros assassinos. Morreram mais de 18 mil pessoas nesta pandemia”.

“A pandemia é a verdadeira assassina e o obscurantismo pode ajudar a pandemia. Eu estou aqui para esclarecer as pessoas que a pandemia é perigosíssima e não devemos ter medo de ninguém”.

Ainda em relação à presença dos manifestantes, o responsável frisou que vivemos numa “democracia e as pessoas têm direito a se manifestarem”. Porém, acrescentou, “não devemos ter medo”.

As pessoas “têm direito às suas opiniões”, mas “não têm é o direito a impor a sua opinião aos outros”.

E, quando essa “opinião é imposta já de forma violenta, deixa de ser democracia, portanto têm direito à sua opinião, têm direito a falar uns com os outros, não têm direito a empurrar, não têm direito a condicionar as pessoas e, por isso, é que eu entrei ali pela porta principal”, sublinhou.

Num balanço do primeiro dia de vacinação deste grupo etário, Gouveia e Melo avançou que “já se apresentaram mais de 102 mil jovens [este sábado]. Foi um dia muito positivo. Temos cerca de 180 mil agendados [para o fim de semana] e a grande parte já foi vacinada”.

“Estes jovens já demonstram maturidade superior ao que está atrás de mim [referindo-se aos manifestantes]. Já se percebeu o que mata. Não é a vacina, é precisamente o contrário, é o vírus. E o vírus, associado ao medo e à ignorância, ainda mata mais”, vincou.

À saída, o vice-almirante saiu por onde entrou, pela porta principal, por entre gritos de manifestantes a chamarem-no de assassino repetidamente, ladeado pela Polícia de Segurança Pública (PSP).

Recorde-se que os centros de vacinação de Loures e de Odivelas vão estar abertos até à 1h, este fim-de-semana, e contam com a presença de um DJ, numa altura em que decorre a ‘Casa Aberta’ para os jovens entre os 16 e os 17 anos. Gouveia e Melo reiterou que esta é uma “iniciativa interessante. Temos de estar abertos a um conjunto destas iniciativas”.

O relatório mais recente de vacinação contra a covid-19 da DGS contabiliza 7.330.505 residentes em Portugal (71%) com pelo menos uma dose de vacina administrada e 6.403.987 pessoas (62%) com a vacinação completa. (Ag.Lusa)

Facebook Comments
França : Imunidade de grupo previsto no início do outono com 90% vacinados
imunidade-de-grupo

O Governo francês sobre a estratégia de vacinação anticovid-19 admitiu que alcançar a imunidade de grupo em França só no início do outono, com 90% da população vacinada. A imunidade Read more

Pfizer e BioNTech fornecem 200 milhões de doses adicionais à UE
Vacina-Pfizer-09-11-2020

Vacinas: "o número total de doses a serem entregues aos estados membros da UE até o final de 2021 é agora de 500 milhões". Informação foi revelada hoje em comunicado. Read more

Papa Francisco anuncia que se vai vacinar e critica oposicionistas da vacina
papa-francisco-09-01-2021

O Papa anunciou que será vacinado contra a covid-19 na próxima semana e criticou os que se opõem às vacinação dizendo que refletem uma "negação suicida". "Na próxima semana começaremos Read more

Uma semana depois de ser vacinado, um Enfermeiro testa positivo à Covid-19
enfermeiro-30-12-2020

A Vacina Pfizer/Biontech foi administrada ao profissional norte-americano no passado dia 18 de dezembro. Um enfermeiro da Califórnia (EUA), de 45 anos, diz ter testado positivo à Covid-19, uma semana Read more

Show Buttons
Hide Buttons