• Sex. Dez 2nd, 2022

PS quer explicações do ministro da Saúde sobre emergência médica

ByTeam

Abr 9, 2014
INEM
Share This !

O PS anunciou que formalizará, na Assembleia da República, a entrega de um requerimento para que o ministro da Saúde seja ouvido no parlamento sobre urgência e emergência médica, considerando “intoleráveis” recentes casos de mortalidade.

Esta posição foi transmitida aos jornalistas pelo vice-presidente da bancada socialista José Junqueiro, numa declaração política em que fez duras críticas à atuação do ministro Paulo Macedo.

De acordo com o dirigente da bancada socialista, as consequências da política de “cortes” do Ministério da Saúde “são a falta de assistência direta e imediata aos cidadãos e um conjunto de problemas que transporta de forma acrescida para todo o sistema hospitalar”.

“Esta situação é inaceitável, porque o ministro da Saúde não tem que remediar mas prevenir a situação, e não pode fugir às suas responsabilidades. Não podemos todos os dias assistir a mortes de pessoas que resultaram de uma incapacidade dos serviços”, declarou José Junqueiro.



Neste contexto, José Junqueiro salvaguardou o trabalho desempenhado pelos profissionais de saúde, considerando que “fazem o seu melhor”, particularmente os que exercem funções na urgência e na emergência médica, já que são confrontados com casos de “falta de meios”.

O dirigente socialista associou depois as medidas do Governo de redução da despesa no setor da saúde – o PS diz que representaram o dobro do que estava previsto no memorando da ‘troika’ – a recentes casos mortais divulgados pela comunicação social.

“É intolerável que este ano, em Portugal, se tenham registado várias mortes por incapacidade do sistema, por ausência de reformas e por causa de cortes cegos e avulsos que incapacitam e dificultam o trabalho de todos os profissionais de saúde”, acusou o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS.

José Junqueiro adiantou que, pelo requerimento apresentado pelo PS, o ministro Paulo Macedo deverá prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Saúde. (Ag.Lusa)

Conecte-se ao Facebook para poder comentar
Estudo indica que obesidade abdominal provoca disfunção eréctil
obesidade-gordura

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), mostra que o índice de gordura acumulada na zona abdominal “pode servir de indicador de disfunção eréctil”, recente Read more

Café pode reduzir até 25% o risco de diabetes
Café

Um consumo regular de café contribui para estimular o metabolismo e equilibrar os níveis de glucose, o que diminui até 25 por cento o risco de desenvolvimento de diabetes tipo Read more

Weedmaps é o Google Maps da marijuana e já chegou à Europa
weedmaps

Em meia hora de caminhada pelo paredão de Venice Beach encontra-se pelo menos meia dúzia de lojas que vendem marijuana e ensinam a consumir. Nestes Green Doctors é possível encontrar Read more

Esperança média de vida dos portugueses volta a aumentar
esperanca-de-vida

A esperança de vida à nascença fixou-se nos 80 anos. Já a população com 65 anos viveu ainda mais 18,97 anos, divulgou o Instituto Nacional de Estatística, segundo os números Read more

Os médicos aderiram à greve greve em todo o país
greve dos médicos

Cerca de metade dos médicos terão aderido à greve em todo o país, calcula a Federação Nacional dos Médicos, apesar de haver locais do País com percentagens de adesão superiores. Read more

Dormir nu reduz risco de diabetes e perde calorias
dormir nu

Dormir nu reduz risco de diabetes e queima calorias. Investigadores da Fundação Nacional do Sono dos EUA concluíram que um em cada três adultos dorme sem roupa o que, além Read more