• Qua. Fev 24th, 2021

Vacina da Pfizer contra a covid-19 é 90% eficaz e pode chegar em breve

Vacina-Pfizer-09-11-2020

Os recentes ensaios clínicos praticados em grande escala mostraram que a vacina contra a covid-19, que está a ser desenvolvida pela Pfizer tem 90% de eficácia, superando largamente as expectativas de muitos especialistas.

A notícia está a ser avançada pela imprensa internacional com base nos primeiros resultados interinos do ensaio clínico de larga escala, divulgados pelas duas empresas.

“Hoje é um grande dia para a ciência e para a humanidade. O primeiro conjunto de resultados do nosso ensaio clínico de fase três da vacina da Covid-19 fornece evidências iniciais da capacidade da nossa vacina de prevenir a Covid-19″, afirmou o presidente executivo da Pfizer, Albert Bourla, citado pelo The Guardian.

Segundo as empresas, a análise dos resultados preliminares permite concluir que a administração da vacina experimental preveniu a doença com mais de 90% de eficácia entre os voluntários que nunca tinham sido infetados com Covid-19 antes da inoculação. As empresas garantem ainda que esta vacina experimental não produziu efeitos secundários relevantes.

Estes resultados preliminares superam largamente as expectativas de muitos especialistas. O The Guardian refere que alguns reguladores têm admitido aprovar uma vacina contra a Covid-19 que tenha apenas 50% de eficácia, ou seja, que proteja apenas metade das pessoas que a recebam. Os indícios iniciais agora conhecidos colocam a candidata da Pfizer para lá desse patamar.
Pfizer vai pedir licença de emergência

A farmacêutica revelou também que tenciona pedir autorização de emergência à Food and Drug Administration (FDA) para uso da vacina perto do fim deste mês. Esta vacina é administrada em duas doses e passa, deste modo, para a frente da corrida à descoberta de uma forma de travar a pandemia global do novo coronavírus.

Se o ensaio clínico em curso consolidar estes resultados preliminares, o que não é garantido, a vacina da Pfizer para a Covid-19 fornecerá proteção equivalente, por exemplo, à da vacina infantil contra o sarampo, destaca o The New York Times. A Pfizer espera ter doses suficientes para imunizar entre 15 milhões e 20 milhões de pessoas até ao fim do ano, caso receba autorização dos reguladores.

Apesar de serem vistos como positivos, estes ainda são dados iniciais de um ensaio clínico em curso, pelo que poderão ser sujeitos a alterações relevantes à medida que os cientistas vão estudando o efeito da vacina experimental nos voluntários. Há atualmente 11 vacinas em fase avançada de teste, numa altura em que a pandemia já matou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo.

Em setembro, a Comissão Europeia anunciou um acordo com a BioNTech e Pfizer para a compra inicial de 200 milhões de doses da vacina, em nome dos vários Estados-membros da União Europeia. O negócio prevê também a opção de adquirir 100 milhões de doses adicionais, caso a vacina prove ser segura e eficaz contra a Covid-19.

A busca por uma vacina contra a Covid-19 tem ocupado a comunidade científica nos últimos meses, depois de um novo coronavírus ter surgido alegadamente na China, alastrando-se rapidamente a todo o mundo. O processo tem decorrido a uma velocidade inédita, comparando com os quase dez anos que pode demorar a desenvolver e aprovar uma vacina em circunstâncias normais.

A notícia dos resultados da vacina da Pfizer/BioNTech está a animar as bolsas europeias. O português PSI-20 avança 4%, o alemão DAX sobe 5,49%, o espanhol IBEX soma 7,47%, o francês CAC-40 avança 6,54%, o britânico FTSE valoriza 5,22% e o italiano FTSE Mib ganha 5,33%.

Facebook Comments
O maior produtor mundial de vacinas pede paciência a países que aguardam entregas
AstraZeneca

Covid-19: responsável pela produção de centenas de milhões de doses da vacina anglo-sueca AstraZeneca, a empresa indiana pediu "paciência" devido à prioridade dada à campanha de vacinação da Índia. O Read more

Covid-19: AstraZeneca anuncia “fórmula vencedora da vacina com proteção de 100%”
AstraZeneca

O grupo farmacêutico AstraZeneca (britânico) anunciou, que encontrou "a fórmula vencedora" da vacina contra a Covid-19, em parceria com a Universidade de Oxford, após terem sido realizadas novas investigações. A Read more

Brasil destina 3,2 mil milhões de euros na compra de vacinas contra Covid-19
Brasil-vacinas

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro assinou uma medida que destina 3,2 mil milhões de euros para compra de vacinas. A quantia já pode ser utilizada pelo ministério da Saúde Read more

OMS defende a “não obrigatoriedade das vacinas”, e diz que não é “caminho a seguir”
OMS-07-12-2020

Especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) defenderam a não obrigatoriedade das vacinas contra a covid-19, preferindo a persuasão e o diálogo com as populações. Numa conferência de imprensa 'online' Read more

Show Buttons
Hide Buttons